Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Corruptos no seu melhor

"Os casos Hulk e Sapunaru, da época passada, motivam alterações ao regulamento.

Os assistentes de recinto desporto (stewards) vão passar a ser considerados, no regulamento disciplinar da Liga, agentes desportivos. Isto se for aprovada, na primeira Assembleia Geral do mandato de Fernando Gomes, que hoje se realiza, a proposta de alteração ao regulamento apresentada pelo FC Porto, à qual o DN teve acesso.

Tal significa uma mudança radical na forma como os portistas passam a encarar os stewards. Na época passada, durante o processo de Hulk e Sapunaru, o FC Porto defendeu que aqueles elementos deveriam ser vistos como "público", de modo a que os seus jogadores, que agrediram um segurança no túnel da Luz, ficassem sujeitos a uma punição de um a quatro jogos.

Na altura a argumentação dos portistas - reforçada por um parecer do credenciado professor da Faculdade de Direito de Coimbra, João Leal Amado - foi aceite pelo Conselho de Justiça. Aquele órgão da Federação reduziu drasticamente o castigo de quatro meses de suspensão a Hulk, imposto pela Comissão Disciplinar da Liga, então presidida por Ricardo Costa, para três jogos.

Na AG de hoje, as alterações aos regulamentos mais relevantes dizem respeito à matéria das agressões de jogadores e são da responsabilidade da Comissão Executiva da Liga, do FC Porto e do Sp. Braga.

Entre elas, é de salientar o agravamento das punições para os jogadores por agressões a outros jogadores - passa de 1 a 5 jogos para de1 a 10 jogos - e por agressão recíproca entre jogadores - passa de 1 a 5 jogos para de 1 a 8 jogos. Por sua vez, a agressão a espectadores passa de uma suspensão de um a quatro jogos para de 1 a 10 jogos.

Precisamente nesta matéria dos espectadores, enquanto sujeitos agredidos, as propostas a apreciar pelos clubes acabam com qualquer dúvida sobre a qualificação dos assistentes de recinto desportivo como "agentes desportivos".

Por proposta da Comissão Executiva, a categoria de "intervenientes no jogo com direito de acesso ou permanência no recinto desportivo" desaparece. Em seu lugar passa a constar no artigo 115.º do RD - que motivou o castigo da anterior CD a Hulk e Sapunaru - a categoria de "agente desportivo".

E nesta categoria, mediante a tal proposta do FC Porto, que é agora reconhecida a inclusão dos "assistentes de recinto desportivo", a par dos polícias, maqueiros, bombeiros, representante da protecção civil, apanha-bolas e repórteres.

A Liga vai investir 1,3 milhões de euros na melhoria das infra-estruturas dos estádios dos clubes participantes nas provas por si organizadas em 2010/11. O apoio financeiro abrange um conjunto alargado de áreas, como "reforço da segurança dos espectadores e das três equipas intervenientes, melhoria das condições desportivas para as três equipas intervenientes ao nível dos balneários, zonas de equipamento e relvado, melhoria das condições para a transmissão dos jogos pela televisão, melhoria das zonas de trabalho da comunicação social."

Fonte: DN


Então não foram os corruptos que berraram aos sete ventos que os stewards não eram considerados agentes desportivos?

Então agora já vêm propor os stewaeds como agentes desportivos? Onde está a coerencia de raciocinio?

Face a isto, posso concluir que os corruptos afinal abriram os olhos e viram que o Benfica foi mesmo o melhor e que não foi o campeão dos túneis, como os corruptos diziam.

Quer isto dizer que o Conselho de Justiça está completamente errado, pois é o único organismo que considera o stewards como público.

Sem comentários:

Enviar um comentário

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado