Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

sábado, 11 de maio de 2013

Nada de anormal

Não aconteceu nada de anormal no estádio do Dragão. O Porto venceu um jogo ao Benfica, como já tinha vencido 20 nos últimos 30 jogos que lá disputámos para o campeonato. Se eventualmente perdermos o campeonato, não foi no Dragão mas sim no jogo com o Estoril.

Esta derrota só custa mais porque foi nos últimos minutos da partida mas nem aí tivemos a inteligência de parar consecutivamente o jogo, ou seja, de simplesmente não haver jogo e oportunidades não faltaram com contra-ataques estúpidos aos 85 minutos com dois jogadores do Benfica para 4 do Porto, em vez de segurarem a bola. Nem uma falsa lesão arranjámos assim que o 4.º árbitro levantou a placa de forma a enervar o adversário. Tivemos um lance com Enzo que ao ser puxado decide continuar a correr sozinho contra o Mundo em vez de cair e perdermos mais um minuto na marcação da falta. Depois tivemos o típico lançamento já a poucos metros da linha de fundo e em vez de o lançamento ir para os pés de Aimar, Enzo ou Salvio de forma a ganharmos mais um lançamento, canto ou até uma falta, fazemos o lançamento para o Cardozo que sabemos que o seu forte não é a bola nos pés. Nisto tudo teríamos conseguido "roubar" ao jogo 3 minutos.

Além disto tudo, apesar de achar que o jogo esteve sempre mais ou menos controlado, jogar para o empate ás vezes dá nestas coisas, as equipas são "castigadas" pela sorte do jogo. Sempre faltou ao Benfica de JJ conseguir manter posse de bola quando a equipa precisa. Esta equipa é uma equipa que só sabe jogar em alta rotação e tenta sempre fazer ataques rápidos, ter bola contra equipas da mesma valia não é a praia desta equipa. Há quem diga que o Benfica "deu" a bola ao Porto, eu não concordo!!! O Benfica jamais conseguiria ter bola porque esse não é o ADN da equipa, ao contrário do Porto que exagera na posse de bola. O que falta ao Porto é criatividade quando James está bem marcado. O Lucho e o Moutinho não conseguem dar a criatividade que o Porto precisa. Se o Benfica estivesse trabalhado para também ter bola quando necessário e soubesse fazê-la rodar entre os jogadores, entre o minuto 85 e o minuto 94 o Porto pouca ou nenhuma bola teria e até poderíamos fazer um golo, pois o desespero de ter bola levaria os jogadores do Porto a desposicionarem-se. O Benfica nunca conseguiu fazer isto, em momento nenhum do jogo, nunca soube parar o jogo e circular a bola, fazer o Porto correr.

Nada está perdido mas só mesmo um milagre em Paços, juntamente com a nossa vitória na Luz, poderá dar a volta a isto e irmos festejar ao Marquês.

Agora o problema para 4.ª não é físico, é sobretudo, mental.

A renovação com JJ tem de sair o quanto antes porque este rumo é para manter!! Já tinha saudades de ver o meu Benfica na luta, nas finais das grandes competições e este é o caminho e vou já aqui afirmar uma coisa... Nos próximos 3 anos venceremos 3 campeonatos se mantivermos JJ!!!!!

Quem vai pagar a factura desta derrota vai ser o Chelsea!!!!

CARREGA BENFICA!!!!!

2 comentários:

  1. Pedro.
    4.ª feira temos de enterrar o Gutman para sempre.

    ResponderEliminar
  2. Mas qual jogo do Estoril? O Estoril pago por fora ou não, jogou muito. O Benfica podia ter arrumado com o jogo uma serie de vezes mas faltou sorte e engenho. Também teve uma pitadinha de árbitro. Neste jogo com os corruptos, nunca merecíamos perder, mas até era um resultado esperado. O que se passou durante toda a época para um lado e para o outro é que teve influência.

    Agora era bom que o Chelsea pagasse a factura!

    Mas nem uma Liga Europa e uma taça de Portugal juntas me confortavam com o que se passou hoje.

    ResponderEliminar

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado