Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Noticias sobre Izmaylov

Depois de colocar o texto de ontem "O mistério de Izmaylov", um amigo meu portista entrou em contacto comigo e informou-me que o Izmaylov não desapareceu e que está ausente por motivos de saúde, estando inclusive internado. Isto foi-lhe dito por um presidente de uma casa do FC Porto e confirmado por um adepto e membro do SD neste último jogo a quem ele deu boleia.

Ele não tem a certeza absoluta do motivo do internamento pelo que não vou deixar aqui o motivo. Também não sei se isto é mesmo verdade, nem o meu amigo porque vendeu-me o peixe como o comprou.

A ser verdade, desejo ao Izmaylov as rápidas melhoras. Se isto não for verdade, peço desculpa aos leitores e ao próprio Izmaylov.


terça-feira, 29 de outubro de 2013

O mistério Izmaylov

Durante 6 anos Izmaylov teve tanto de bom jogador como de problemático. Á custa dele fizeram-se centenas de crónicas sobre o que se passava com ele e na sua relação com a entidade patronal, neste caso o Sporting. Foram feitos programas sobres as pseudo-lesões do Izmaylov no Sporting, ora se estava lesionado, ora se não estava, depois era que não queria jogar, depois era porque se chateou com o treinador, eram inúmeras as opiniões dos jornalecos da nossa praça.

De seguida dá-se a transferência para o FC Porto e o gozo foi ainda maior, até por parte dos Benfiquistas, na certeza de que o problema não era Izmaylov mas sim o Sporting e como tal o Sporting teria levado mais uma "banhada" do FC Porto. Eu também era desta opinião.

A partir daí, e bastaram dois ou três jogos do Izmaylov, eram só ossanas á estrutura do FC Porto porque Izmaylov jogava 90 minutos e marcava golos e tudo. Ao mesmo tempo criticava-se o Sporting e a sua estrutura amadora em comparação com a tão famosa "estrutura" do FC Porto. A verdade é que a partir do jogo com o Rio Ave para a Taça da Liga do ano passado o jogador jogou um total de 8 minutos em 5 jogos.

Nesta época tivémos a aparição de Izmaylov em 23 minutos no jogo contra o Áustria de Viena, a partir daí ninguém mais viu Izmaylov. A mesma comunicação social tão lesta em entrevistar desde dirigentes, adeptos, treinador, jogadores, Izmaylov, e o empresário, que fizeram crónicas e crónicas sobre este assunto, que dedicaram programas televisivos desportivos a este tema, são os mesmo que agora não questionam nada nem ninguém. Aliás, fizeram uma vez a pergunta e a resposta que obtiveram foi de que está a tratar de assuntos pessoais, e está a tratar deles há mais de um mês... A nossa comunicação social come e cala perante esta resposta cheia de vazio. Não insiste, não fala com o empresário, não entra em contacto com a família, o pai do Rodrigo está sempre contactável, não entra em contacto com Izmaylov, não investiga e não pergunta aos colegas de Izmaylov se sabem o que se passa. Aqui não pode haver espaço para colocar em causa a tal "mega estrutura". Com o Sporting foi a novela que foi, como a coisa agora é na tal "estrutura" o silêncio é total.

Se dúvidas havia sobre a diferença de tratamento que a comunicação social faz em relação ao Benfica e Sporting comparativamente ao FC Porto, estamos esclarecidos.


Ao lado da direcção do Sporting

"Ontem teve lugar mais um jogo da primeira Liga. Infelizmente não vencemos pelo que, naturalmente, não podemos estar contentes.

Cometemos vários erros que acabaram por ditar a sorte do jogo.

No entanto, aquilo que deveria ser apenas um jogo de futebol infelizmente foi muito mais, com um conjunto de episódios extra espectáculo que em nada dignificam o Futebol e a sua promoção. Com efeito, são situações que continuam a ter a cobertura e anuência por parte de muitos que deveriam ser os primeiros interessados em denunciá-las e que não o fazem, situação com a qual nós não compactuamos e que queremos que sejam do conhecimento dos Sportinguistas:

- Vários Sportinguistas foram agredidos nas imediações do estádio do dragão. Ao invés do clube da casa repudiar totalmente estas atitudes, como esta Direcção já o fez em situações similares, começou a circular um rumor de que um grupo de Sportinguistas teria provocado desacatos, facto ainda não confirmado, que “justificaria” tais atitudes bárbaras e inqualificáveis. Até ao momento, ao serem vistas as imagens televisivas e fotográficas disponibilizadas, verificou tratar-se de um conjunto de pessoas onde as únicas que se conseguem identificar são do clube da casa;

- Antes do início do jogo tentaram impedir-nos de verificar a integridade das cadeiras (no nosso sector), permitindo que posteriormente eventuais estragos nos fossem indevidamente atribuídos;

- Até ao início do jogo foi passada a informação que os elementos do Staff da nossa Equipa (Segurança, Assessor de Imprensa e Oficial de Ligação aos G.O.A. - Claques) teriam lugar na bancada atrás do banco de suplentes da nossa Equipa. Ao invés, no início do jogo vedaram-lhes o acesso, colocando-os numa sala somente com cadeiras e sem televisão;

- Além da falta de condições da sala do Staff, os ARD's (Stewards) impediram-nos de sair e circular nas zonas autorizadas, contrariamente ao regulamentarmente definido;

- Na sala de treinadores retiraram tudo que lá estava (televisão e mesas) deixando apenas os cacifos e três cadeiras;

- Na entrada para o estádio deixaram, primeiramente, entrar pequenos grupos de adeptos do nosso Clube. Posteriormente retardaram a entrada dos restantes adeptos, fazendo com que muitos apenas tivessem acesso ao jogo já passados 30m do apito inicial;

- Autorizaram uma das nossas Claques a entrar com uma faixa para a bancada. Já dentro do estádio, sem nenhuma razão para tal suceder, os ARD's procederam a sua remoção à força, provocando um tumulto que resultou em feridos ligeiros. A razão invocada para este acto descabido foi que a referida faixa continha a expressão “bimbolândia”, o que era falso. Quando os membros da claque abriam a faixa para mostrar o que realmente estava inscrito (o provérbio chinês "mete-os sobre tensão e cansai-os") esta foi selvaticamente retirada pelos ARD’s. Com efeito, toda esta atitude poderia resultar num acto deliberado para provocar os nossos adeptos e posteriormente os culpabilizarem;

- Em simultâneo, os ARD’s tiraram uma bandeira à Juve Leo, rasgando-a e entregando a mesma a uma claque da equipa adversária (Colectivo);

- Durante o aquecimento da nossa Equipa, as bolas que iam para a bancada desapareciam. Na primeira fila estavam quatro adeptos da equipa da casa devidamente instruídos para passarem as bolas entre si e depois passarem a um quinto elemento que na fila atrás roubava a bola, levando-a consigo. Isto tudo com total conivência dos ARD's que ali assistiam impávidos e serenos;

- Deixaram a manga de acesso do balneário ao relvado recolhida, à face das bancadas, facilitando agressões verbais e arremesso de objectos ao Presidente do Sporting Clube de Portugal, contrariamente ao acordado entre as Seguranças dos dois Clubes;

- Nas bancadas foram colocados vários cartazes (com acabamento gráfico profissional e por isso de acesso altamente questionável) exibidos por adeptos da equipa da casa, com frases provocatórias dirigidas ao Rui Patrício enquanto guarda-redes da Selecção Nacional. Sabendo-se que há proximamente um play-off importante para a nossa Selecção, esta atitude demonstra uma mesquinhez regional, não compatível com o Seculo XXI em que vivemos, e como tal um desrespeito por Portugal;

- O nosso Assessor de Imprensa foi impedido de permanecer na bancada de Imprensa, após lhe ter sido permitida a entrada e comunicado que ali poderia ficar durante o jogo;

- No final do jogo, junto à entrada da zona técnica, estiveram oito colaboradores da equipa da casa, que por várias vezes insultaram pessoas do nosso Staff, até à saída do autocarro;

- Jornalistas coagidos, nomeadamente dos três jornais desportivos foram empurrados por ARD’s. Um deles, só por ter questionado o porquê daquele inqualificável tratamento, foi de forma violenta imediatamente despojado da credencial do jogo e colocado na rua;

Há coisas na vida que nunca mudam, a nobreza de carácter é uma delas, ou se tem, ou não. Por mais “riqueza” que ostentem, os pobres de espírito sempre o serão. O complexo de inferioridade demonstrado por todas estas atitudes é totalmente incompatível com um clube que para além de títulos quer ser grande, pois a grandeza é muito mais do que o vencer. A grandeza é vencer, é saber vencer, é saber perder, é saber estar, algo que não está ao alcance de todos.

Não podemos deixar de louvar os mais de 3.000 Adeptos e Sócios do Sporting Clube de Portugal que estiveram ontem presentes no jogo, demonstrando claramente a nossa dimensão e que apesar de todo o esforço dos nossos adversários para nos desestabilizar continuamos unidos, nos bons e maus momentos, em torno do Clube que amamos, facto que muito nos orgulha e que nos motiva para diariamente fazer mais e melhor.

No próximo sábado em Alvalade, continuaremos o nosso trabalho de forma séria, cumprindo os objectivos que nos comprometemos, que é entrar em cada jogo para ganhar e honrar a camisola do Sporting Clube de Portugal.

Continuaremos a contar com todos os Sportinguistas para encherem o Estádio e apoiarem, como mais ninguém sabe fazer, a nossa equipa.

O Sporting Clube de Portugal,

Lisboa, 28 de Outubro de 2013"

É assim o modus operandi deste clube gerido por gente sem os mínimos escrúpulos, corrupta e criminosa que não faz a mínima ideia do que é o desporto, do que é vencer com mérito desportivo, do que é respeitar o adversário. Esta gente anda há mais de 30 anos a destruir o FC Porto e o desporto em Portugal mas os adeptos aplaudem este tipo de gente em troca de títulos que, como disse Fergusson, são "comprados num supermercado". Quando aquela pandilha abandonar o barco, aí sim veremos muitos daqueles que hoje gozam com a situação a pedir clemência e espero que aí não haja qualquer tipo de contemplações. Como diz o ditado popular: "Tanto é ladrão aquele que rouba, como aquele que fica no carro".

Gostaria que neste momento saísse um comunicado do Benfica a repudiar a violência no desporto e a colocar-se ao lado do Sporting de forma solidária, demonstrando que também o Benfica passou, e passa, por essas situações quando visita aquele antro corrupto e podre.

Alerto os políticos para o perigo de uma regionalização que estará na ordem de trabalhos de Rui Moreira e sua equipa, nesta equipa inclui-se o staff corrupto da administração do FC Porto.


segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Vitória tranquila

Não foi uma exibição espectacular, não foi o rolo compressor mas foi uma boa exibição, uma exibição compacta, serena, tranquila e justa.

O Benfica foi sempre superior, mesmo no período em que tivemos menos bola o Nacional pouco ou nada criou, aliás, durante o jogo todo só tiveram um livre perigoso e um cruzamento remate que Artur defendeu para canto. Continuo a achar que Rodrigo não serve para fazer de segundo avançado, as suas tomadas de decisão normalmente são lentas, erradas ou perde a bola. Sempre que se apanha em zona frontal á baliza, remata quando tem outras opções. A culpa não é dele, é de quem o mete a fazer aquela função. Mesmo o Lima não é o jogador ideal para aquela posição mas tem feito bem a posição face á sua maior experiência.

Continuo a achar o Máxi bem longe daquilo que já nos deu, o Luisão continua claramente acima de Garay e tem sido um dos melhores jogadores do Benfica nos últimos jogos. O Matic está em crescendo e neste jogo o Gaitan jogou bem melhor, jogar na direita fazendo os movimentos para dentro é outra coisa. O Cardozo foi Cardozo, marcou e deu a marcar.

Achei interessante ver o Benfica jogar em 4x3x3 após a entrada de Amorim, será um ensaio para a Grécia?

A arbitragem foi tranquila e, como é normal, la´ficou um penalti por marcar por jogo perigoso com contacto sobre Ivan Cavaleiro. Esta falta passou despercebida a quase toda a gente mas é falta!!

Deixei para o fim o Ivan Cavaleiro. Eu não gosto muito de me armar em lagarto e andar já maluco com um miúdo que fez o seu primeiro jogo a titular no Benfica. Acho que o Cavaleiro fez um bom jogo mas, como disse JJ, esteve algo nervoso o que o levou a algumas precipitações durante o jogo. Isto tudo é normal e Cavaleiro tem tudo para ter sucesso no Benfica e neste momento, face às lesões, deve ser o titular. O Ola John, se continuar a jogar como tem feito, fica no banco, para já, porque a equipa B é já ali ao virar da esquina. Quero com isto dizer que o Ivan tem um enorme potencial e com os jogos que irá realizar na equipa A, e também na equipa B, vão fazer com que fique mais tranquilo e aí sim poderá colocar em campo toda a sua qualidade.


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Profissionalizar a corrupção

Antes de mais quero dizer que não estou por dentro de todo o processo, não consegui encontrar em lado nenhum o projecto da profissionalização dos árbitros, e como tal, a minha opinião é só sobre aquilo que sei. E o que sei é que a arbitragem irá ser profissionalizada, com LFV a saltar de alegria pois está a ser cumprida a promessa que Fernando Gomes lhe fez.

A ideia é boa, quer dizer, a ideia não é boa, ou seja, a ideia seria boa se estruturassem toda a arbitragem desde os níveis mais baixos até à cúpula, passando pelos dirigentes. Na minha opinião o que se está a fazer não é mais do que atirar poeira para os olhos de algumas pessoas com esta profissionalização da treta. Isto mais não é do que a profissionalização da corrupção da arbitragem.

  •  A profissionalização por si só vai acabar com erros em catadupa sempre em favor de determinado clube?
  • Acham que o problema da arbitragem é a falta de qualidade dos árbitros?
  • São as faltas ao trabalho?
  • É a falta de tempo para treinarem?
  • Recebem pouco?
  • Vão acabar as subidas de escalão de determinados árbitros, escolhidos a dedo por determinadas pessoas para mais tarde serem obrigados a pagar essas subidas em jogos do clube dessas pessoas?
  • E os observadores?
  • Os observadores serão profissionais?
  • Teremos livre acesso ás suas notas de observação e respectivos relatórios?
  • E as notas dos árbitros serão do domínio público ou serão segredos de "estado"?
  • Nesta estruturação está previsto algum subsidio para os árbitros frequentarem o Calor da Noite?
  • Acham mesmo que o problema da nossa arbitragem é os árbitros serem amadores?
  • Ao serem profissionais vão deixar de gostar de "fruta" e "café com leite"?
  • Ao serem profissionais vão deixar de necessitar de "aconselhamentos matrimoniais" numa certa casa iluminada na Madalena?
  • Com a profissionalização vão começar a marcar penaltis contra o clube das prostitutas?
  • Vão-se começar a anular golos ao clube da "fruta" por falta do seu avançado?
  • Vai-se deixar de transformar um tropeção no próprio pé, fora da área, num penalti a favor do clube do "Calor da Noite" que vale um titulo?
  • Vão começar a marcar os fora-de-jogo de km's aos jogadores do clube do "café com leite" que valem títulos?
  • O nosso presidente acredita mesmo que é com a profissionalização de gente que está ao serviço de "sua majestade" que as coisas vão mudar?

O que está a ser feito mais não é do que querer fazer ver que a partir da profissionalização os nossos árbitros serão mais competentes. MENTIRA!!! Os árbitros que agora começam olham para a profissionalização sedentos de lá chegar e para lá chegarem não basta serem competentes na arte de apitar, é preciso garantirem que farão certos favores sempre que o clube do velho caduco assim necessitar.

Mas o mais impressionante e o que mais me revolta é ver que o meu presidente ache que esta é a solução para que acabem os erros de arbitragem contra o meu Benfica e que acabem os favorecimentos ao clube das prostitutas. Quanta ingenuidade... Será?...


.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Fraca exibição

Mais uma vez o Benfica faz uma primeira parte a roçar o ridículo. Sem agressividade, completamente perdidos em campo, perdas de bola infantis e sem conseguir fazer uma pressão eficaz aos jogadores gregos.

O problema do Benfica está no meio campo e na forma como defendemos e até como atacamos. Na primeira época a coisa estava bem porque o Aimar pressionava o médio defensivo adversário, o Javi o médio ofensivo ou o médio centro e tínhamos o Ramires a fechar por dentro em apoio. Hoje temos só o Matic e o Enzo que jogam lado a lado, ao contrário da forma como jogava o Benfica de 2009/2010. Na frente jogamos com dois pontas de lança. Lima anda a baixar muito pouco e como tal ajuda muito pouco o meio campo. O Dominguez passou o jogo todo a jogar no espaço entre Matic/Enzo e a defesa do Benfica e nunca fomos capazes de corrigir isto, depois o Weiss ainda descaía para o meio, o que muitas vezes fazia um 4 para 2 no meio campo do Benfica.

O Ola John e o Gaitan neste momento são jogadores a menos no onze da equipa. O Gaitan joga a passo, a não ser que tenha a bola, não defende, recupera no campo a andar, perde inúmeras bolas e toma decisões que roçam o ridículo. É bom tecnicamente mas num colectivo é uma areia na engrenagem, pelo menos este Gaitan porque sei que é capaz de fazer um bocadinho melhor. Quanto ao Ola John, é mandá-lo para a equipa B e avançar com o Cavaleiro. Bola nos pés do Ola John é só para dar tempo de a defesa adversária se recompor. Não tem agressividade nenhuma, joga parado e pára o jogo.

Entretanto parece que há por aí malta que anda dorida pelo facto de Cardozo e JJ dizerem que foi um bom  resultado, pois eu concordo com eles. Eu só concordo com eles porque face ás circunstâncias, estar a perder e a jogar a segunda parte toda numa piscina, o empate foi um resultado positivo. Agora, como é óbvio, este jogo era para vencer porque somos superiores, com o devido respeito pelo adversário. O que temos agora de fazer é reunir as tropas e ir vencer á Grécia.

Quanto á atitude dos jogadores na primeira parte, espero que não estejam a tentar queimar o JJ porque com isso estarão a prejudicar o Benfica. Vocês sabem jogar bem mais do que têm mostrado e se for propositado o que estão a fazer perdem todo o respeito dos Benfiquistas.

Espero que a atitude mude e que JJ faça o pequeno ajuste que falta porque se não o fizerem iremos perder pontos com o Nacional.

terça-feira, 22 de outubro de 2013

No fim de semana...


Vai sair uma dose de amarelinha para a equipa do FC Porto.

Depois do jogo de hoje, só isso para conseguirem aguentar o clássico com o Sporting.

Se o Sporting souber gerir bem os tempos de jogo, poderá estar aí o segredo da vitória mas se a amarelinha funcionar tirem o cavalinho da chuva.


Dualidades de Rui Costa (o árbitro)

Vejam o vídeo abaixo que é como o algodão, não engana... Dois lances em tudo idênticos, o mesmo árbitro, o mesmo resultado no momento que ocorreram os lances e decisões diferentes, assim como as cores das camisolas.

Depois ainda há gente que acha isto tudo normal, que é futebol e que os árbitros são humanos e demais tretas...



Gamado ao O Antitripa


segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Como pensa um portista



São as tais coerências... Ou a ausência delas, tipo Miguel Sousa Tavares ou Rui Moreira...

Não á volta a dar, não aprendem...

Bastou o Sporting estar em segundo lugar a 2 pontos do FC Porto, na frente do Benfica 30 pontos, desculpem, 3 pontos e uma vitória de 8-1 frente ao Alba para a Champions, desculpem para a Taça de Portugal e é vê-los que nem cogumelos a saírem do buraco de onde tiveram a invernar durante a época 2012/2013.

Como é óbvio sei perfeitamente que o Sporting está a jogar bem mas quando eu pensava que os seus adeptos, e principalmente os seus dirigentes, tinham aprendido a lição e que o mais importante era serem discretos, falarem pouco e trabalharem muito, eis que tudo começa a voltar à normalidade. O presidente fala todos os dias e até já disse que é para ganhar tudo, de tal forma que até surpreendeu o treinador. Os adeptos, alguns típicos lagartos, lá foram na onda e já começaram as piadolas ao Benfica, JJ e LFV. Quem os ouvir falar pensará que é o Benfica quem tem andado por baixo, que é o Benfica que está há 11 anos sem vencer um campeonato e há 5 anos sem vencer qualquer troféu em Portugal. O Benfica, e também o FC Porto, estão a jogar bem menos que no passado e o Sporting bem mais, o que não era difícil, mas parece-me um pouco cedo andarem já em bicos do pés como se fossem os maiores. Posso mesmo enganar-me muito mas por este caminho não tardarão as desilusões.

Gostava que o Sporting vencesse o FC Porto ou até que empatassem mas como já nem consigo ler determinados adeptos já nem sei se não gostaria de uma derrota do Sporting...

Ler o gozo que fazem por causa do Montero em relação ao Cardozo é do mais ridículo que alguma vez vi na minha vida...

Continuem assim que quando derem por ela já andam a pedir a venda do Montero...


domingo, 20 de outubro de 2013

Nem o Alba escapa...

Vitória natural e tranquila

Quer começar por dizer que anda por aí muitos benfiquistas a criticar as opções e a forma como escrevem até dá a entender que alguma vez a vitória do Benfica foi colocada em causa. O Cinfães fez o seu primeiro remate aos 37 minutos de jogo!!! Penso que é elucidativo... Quanto ao, "podia ter corrido mal", podia mas não correu, aliás, em circunstância alguma esteve perto de correr mal.

Quanto á exibição da equipa, não vou tecer grandes comentários porque seria absolutamente normal que o entrosamento não fosse o melhor quando se faz uma mescla de jogadores que pouco jogam na A, dois deles vindo de lesões, e jogadores da equipa B. Só gostaria de ter visto o Cancelo em acção mas compreendo que Sílvio precise de minutos de jogo após a lesão. O JJ poderia ter feito as três substituições.

Fica aqui a minha apreciação a nível individual:

Oblak: Nada a registar porque não teve trabalho praticamente nenhum.
Sílvio: Notou-se uma clara falta de minutos após a lesão. Não deslumbrou mas fez um jogo seguro.
Cortez: Nem sempre esteve bem e continua a demonstrar algumas dificuldades de posicionamento.
Steven: Esteve bem, sem grande trabalho e até fez um golo que o árbitro invalidou. Para mim foi bem invalidado.
Jardel: Igual do Steven mas sem o golo mas oportunidades para o fazer não faltaram.
Lindelof: Escondeu-se do jogo na maior parte do tempo, normal de quem vem da equipa B, num jogo desta importância e que ainda está em formatação na sua nova posição de médio defensivo. A observar num futuro próximo.
Ruben Amorim: Muitas das vezes quis ser ele a assumir o meio campo e a querer fazer tudo e como tal perdeu muitas bolas que até tinha sido ele a recuperar. Foi bom para ele este jogo de forma a ganhar minutos na sua recuperação após lesão.
Djuricic: Vê-se claramente que é um excelente jogador mas ainda não se conseguiu encontrar. Tentou vários passes de ruptura que ficaram nos pés dos jogadores do Cinfães, esconde-se do jogo muitas vezes. Para mim, esta é a grande desilusão desta época. Quero acreditar que tudo isto não passa de uma fase de adaptação.
Ola John: é um jogador que me irrita profundamente!!! Sei que ele tem qualidade mas parece que se está a borrifar para o jogo. A sua displicência é enervante!! E mais enervante é saber que tem tudo para ser um extremo fantástico e anda em campo a pisar ovos. Fez o golo e mais algumas iniciativas interessantes. Pode e deve fazer muito mais!!!
Ivan Cavaleiro: Fez um excelente jogo e agarrou a oportunidade com as duas mãos. Fez a assistência para golo e nunca se escondeu do jogo. Sempre muito mexido. Foi dos melhores do Benfica!!! Se tivesse de colocar em campo Ola John ou o Ivan, não hesitaria pelo Ivan.
Funes Mori: Tem algumas movimentações interessantes mas ainda não me encheu as medidas. Não sei se é ponta de lança se segundo avançado. Tentarei ver os próximos jogos da equipa B para ver se tem algum futuro no Benfica.
Bernardo: Poderia e deveria ter entrado mais cedo. Mais oportunidades surgirão!!!

Quero também dizer que o Cinfães está no Campeonato Nacional Seniores Série D(antiga 2.ª B) e não nos distritais ou na terceira divisão como muitos querem fazer crer.


sexta-feira, 11 de outubro de 2013

E que venho a dizer do jornalismo...

 
"Caos e Contraste
 
Nos últimos dias finalmente deixamos de ver o Benfica nos títulos garrafais das 1ªs páginas, mas há adeptos que ainda não entenderam como foi possível ganhar ao Estoril a jogar “daquela maneira”, que não “inspira confiança”, “defendendo contra 10”, etc., etc. Vai daí entram numa espécie de “carrossel” de argumentação, dando voltas e mais voltas, defendendo a demissão do Presidente, do treinador, a contratação de novos jogadores, enfim, um caos total de hierarquização de argumentos...
Seguramente muitos destes adeptos intelectualmente caóticos, serão dos tais que elogiam o FCP, porque tem um Presidente forte e que é aí que começa a força da equipa de futebol (aquela velha história do balneário)...
Mas também já deu para ver que muitos desses adeptos, quando confrontados com os sucessivos erros de arbitragem direccionada, são os que também pediam a Jesus, na época passada, que rodasse mais o plantel para não "rebentar" com os jogadores. Este ano que Jesus roda o plantel, são os primeiros a acusarem Jesus de não ter ideias sobre qual o seu melhor 11 base.
Isto é o Benfica. A coerência dos adeptos é como um “carrossel” de argumentos...
Como sei que ganhamos bem no Estoril (e já agora, contra o Guimarães e Paços de Ferreira também fizemos exibições e resultados melhores do que o líder destacado do campeonato) dei por mim a procurar notícias do FCP para tentar perceber o que se passa naquelas bandas. E verifiquei que há muito contraste entre o que se diz do sportinguista Jesus, e se diz do benfiquista Fonseca.
Vejamos (em itálico, o texto dos jornais)...
Título principal: Gestão chumbada. Sub título: entradas fortes carecem de suporte estratégico. RECORD quinta-feira, 3 outubro de 2013 | 03:21, Autor: Rui Sousa e Nuno Barbosa
Desde há cinco jogos para cá que se tem assistido a um dragão de duas faces, invariavelmente repartido entre as partes dos encontros. Entradas fortes têm dado lugar a segundas partes sofríveis ou vice-versa, como aconteceu em Viena. A derrota com o Atlético Madrid deixou uma vez mais a descoberto um FC Porto bipolar e Record procurou saber as razões que estarão por trás deste fenómeno.
Daqui se pode concluir que os “especialistas” consideram que a gestão do plantel do FCP pelo Fonseca, foi chumbada pelos resultados e exibições europeias, daqui se pode concluir que o FCP é bipolar e não mantém o rendimento igual nas duas partes, daqui se pode concluir que eles estão preocupados. Qualquer semelhança com Jesus não será mera coincidência já que isto é o mundo do futebol e suas especificidades. O problema de Jesus é haver mais gajos (jornalistas) aos berros nas rádios sobre não ter um 11 base e não saber fazer a gestão do plantel, e haver títulos de 1ª página sobre tudo que podem fazer de mal, para aquilo que no FCP afinal também existe e lhes merece preocupação. Sem 1ªs páginas e sem berros.
Título principal: Varela: «Temos equipa nova...». Sub título: extremo explicou a oscilação nas exibições. RECORD online, sexta-feira, 4 outubro de 2013 | 06:37.
Que título tão cândido e sereno…  A oscilação nas exibições do FCP (que eu desconhecia mas afinal existem) devem-se ao facto do FCP ter jogadores novos. Mas as oscilações do Benfica, caso tenham existido (a mim não me pareceu), não se devem a termos jogadores novos, mas sim, dizem os gajos da comunicação social e alguns entendidos nos blogues, a "existir cansaço dos jogadores em relação a Jesus", "divisão no balneário", "opções discutíveis" e "incompetência a mais", etc. E mais. No caso do FCP, é o Varela que explica. No caso do Benfica, são os analistas que explicam… curioso ou mais um exemplo de diferença de respeito entre Benfica e FCP?
“O 4x3x3 continua no quadro tático do FC Porto, resistindo praticamente a todos os treinadores que têm passado pelo clube nas últimas duas décadas. Paulo Fonseca não mexeu na distribuição por sectores, mas promoveu uma alteração no meio-campo que muita tinta tem feito correr.” – RECORD online, sábado, 5 outubro de 2013 | 03:22, Autor: Rui Sousa
Se bem percebo, o treinador do FCP “inventou” (perdão, "promoveu") alguma coisa que a malta lá do clube não está a gostar. Mas isso é escondido dos adeptos. Os comentadores não falam, os blogues e os representantes do Benfica nos Programas dos Trios, também não. As noticias saem em letra pequena. Não há titulos nem gritaria nas rádios sobre as “invenções” do Paulo Fonseca.
Título principal: Os dois lados do campeão (e eu a pensar que só tinham um). Sub título: DRAGÃO COM DÚVIDAS OU EQUIPA AUTORITÁRIA? (mas as dúvidas não são só no Benfica de Jesus?) domingo, 6 outubro de 2013 | 03:24, Autor: JORGE BARBOSA
A pergunta que se coloca ao FC Porto para o jogo com o Arouca é esta: como é que a sua equipa irá reagir a seguir à primeira derrota da época? (o Benfica tem duas derrotas e as sondagens já despediram Jesus há muito) Se preferirem: vamos ter um FC Porto autoritário e decidido, a ganhar sem favores de espécie alguma (eles reconhecem que são ajudados por factores arbitrais, no Benfica fala-se de erros próprios), a dominar o jogo e o adversário, como se viu com o Marítimo ou P. Ferreira, ou um FC Porto com dúvidas na elaboração do seu jogo e sem sentido prático, como aconteceu com V. Setúbal ou V. Guimarães?
Várias semanas depois dos jogos em questão, eis que surge a critica ao futebol do FCP de Fonseca. “Dúvidas na elaboração do seu jogo”? “Futebol sem sentido prático”? Com o Benfica de Jesus, como é pacifico reconhecer, as criticas começam antes do jogo! Só critérios do jornalista ou estratégia de jornalismo?
Uma coisa é certa: são muitos os contrastes entre Benfica e FCP, na comunicação social e que deveriam fazer pensar quem manda, e é suposto ter cabeça para pensar nos interesses desportivos do Benfica..." - Blogue Basta 2002

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Alguns esclarecimentos...

Ao meu texto de ontem não retiro uma virgula porque a exibição do Benfica foi efectivamente muito pobre. Outra coisa bem diferente é o que se anda a fazer na comunicação social, quem os leu fica com a ideia que o Benfica levou algum banho de bola e que perdeu ou empatou o jogo. Quem lá empatou a dois golos foi a super equipa que pratica um super futebol chamado FC Porto.

Apesar da exibição paupérrima do Benfica, a vitória é inteiramente justa!!! Para aqueles que acharam que o Estoril "merecia mais" gostava de os desafiar a que nos digam quais foram as situações claras de golo para o Estoril. Em todo o jogo lembro-me do golo e de um lance já a acabar o jogo. Em relação ao Benfica temos os dois golos, um penalti falhado, um falhanço incrível do Lima e outro do Enzo em que domina mal a bola. E não me venham falar em cantos porque isso é absolutamente subjectivo.

E agora um coisa fantástica, da equipa fantástica do FC Porto e que nenhum jornaleco falou... Os golos sofridos... Pois é, parece que só o Benfica é que sofre golos mas o FC Porto nos últimos 4 jogos sofreu nada mais,  nada menos do que 5 golos. O Benfica sofreu nestes mesmo 4 jogos, imaginem... Os mesmo 5 golos?! Alguém leu em algum lado algum artigo sobre as falhas da defesa do FC Porto? Alguém andou a esmiuçar os golos sofridos, se foi por causa da marcação à zona ou homem a homem? Alguém foi estudar a forma como o FC Porto defende ou questionar o porquê de sofrerem em casa dois golos de bola parada contra o Atlético de Madrid? Leram ou viram programas a debaterem a derrota humilhante em casa contra uma equipa com pouco histórico  na Champions? Óbvio que não!!! O grave, o escândalo, a vergonha foi o Benfica ter perdido 3-0 em França com uma exibição fraca. O jogo do Benfica serviu para que se branqueasse um péssimo resultado do FC Porto na Champions.


domingo, 6 de outubro de 2013

Jornalismo da treta...

Enquanto assistimos em todos os meios de (des)comunicação social a um verdadeiro deleite a falarem das fracas exibições do Benfica, com razão, da derrota em Paris, da insatisfação dos adeptos, o FC Porto passa por entre os pingos da chuva com exibições em todo idênticas ás do Benfica e com uma derrota humilhante em casa contra uma equipa com pouca expressão de Champions.

Todos os programas dedicados ao futebol passam horas a debater o futebol do Benfica, enquanto que o fraco futebol do FC Porto é ocultado e varrido para baixo do tapete. Gostaria de ver se caíssem em cima do Paulo Fonseca como o fazem com JJ. Gostaria de ver a nossa (des)comunicação em uníssono a discutir e a debater o mau futebol praticado pelo FC Porto que só não se traduz em mais perdas de pontos, por cá, porque já beneficiaram de erros de arbitragem com directa influência no resultado final em seu favor.

Enquanto se fala mal do futebol do Benfica, e efectivamente é mau, não se fala no do FC Porto, que é também mau, e assim Paulo Fonseca pode trabalhar tranquilamente e sem pressão, enquanto JJ trabalha sobre brasas.


Mais uma exibição a roçar o ridiculo

Equipa sem chama, sem agressividade, sem velocidade, sem querer, a jogar sobre brasas e com jogadores que sinceramente, já deviam estar na B e a dar lugar a jogadores das camadas jovens na equipa A. Continuamos a sofrer golos em lances de bola parada e culparem a treta da defesa à zona é um absurdo, parece que o Benfica é o único clube no Mundo que defende assim. A responsabilidade nesses lances é dos jogadores que não atacam a bola, que não são agressivos.

Quanto ao Estoril, foi aquilo que já se sabia. Foi uma equipa que gosta de ter bola e sabe o que fazer com ela, sendo agressiva na hora de defender, até demais em determinados lances. Mesmo a jogar com 10 foi sempre uma equipa pressionante e colocou um Benfica desnorteado em grandes dificuldades.

Quanto à arbitragem, aceito a marcação do penalti como aceitaria se não fosse marcado. Quanto a matéria disciplinar, ficaram alguns cartões no bolso para ambos os lados e o Estoril pode-se dar por satisfeito por ter tido somente uma expulsão. Pelo menos mais dois jogadores deveriam ter sido expulsos por vermelho directo.

Voltando ao Benfica, JJ que mande o Ola John e o Rodrigo para a equipa B e que faça subir à equipa principal o Cavaleiro e o Funes Mori. Só faltou uma cadeirinha ao Ola John. Pode ser um miúdo com um técnica fantástica e que fez uma grande época na Holanda mas a verdade é que no Benfica pouco ou nada mostrou tirando uns jogos na época passada. Falta nervo no seu jogo. Quanto ao Rodrigo, apenas lhe dou o desconto de estar a jogar fora de posição mas mesmo quando jogou na sua posição foi um jogador sem chama e que nada acrescentou à equipa.

Tenho noção que a equipa não está confiante mas não é com esta atitude que as coisas irão mudar.


quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Desafio...

Quero lançar um desafio aos poucos que visitam aqui o "tasco".

Na vossa opinião qual o sistema de jogo que o Benfica deveria usar e qual a equipa base, contando com os lesionados.

Depois, qual o sistema e equipa base sem os lesionados.

Venham de lá esses palpites de treinador de bancada...

No entanto, aqui ficam os meus palpites:

4x3x3 - Lesionados incluídos
4x3x3 - Lesionados excluídos



quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Um "monstro"!!!


Um autêntico "monstro"!!! Em forma é um dos melhores centrais a jogar na Europa!!! Foi o único que hoje esteve ao nível de um jogo de Champions, foi o único que esta noite mereceu vestir o Manto Sagrado.

Quanto ao resto, nem vale a pena falar...

Patética exibição...

Estamos no intervalo e estamos a levar um banho de bola que já nemme lembrava de ver o Benfica levar.

Muita falta de agressividade, falta de classe, falta de querer, falta de tudo... Parece que o  PSG está a fazer um treino contra uma equipa qualquer da segunda divisão numa qualquer pré-época. Não posso, neste caso, imputar todas as responsabilidades ao treinador porque o que eu assisti vai muito mais além do treinador e acreditem que se fosse eu o presidente do Benfica, estaria neste momento no balneário e iriam ouvir das boas. Não admito exibições destas e espero sinceramente que na segunda parte a coisa mude. Quanto ao treinador, é apertar com aquelas prima-donas no balneário com o apoio do presidente para ver se alguns entendem a mensagem.

Aceito a derrota quando vejo que a minha equipa dá tudo e hoje não estão a dar tudo!!! Há jogadores que ainda não entenderam a palavra EQUIPA ou COLECTIVO, e há um que não chegou este ano ao clube...

Para amanhã...

E para futuro a estrutura táctica da equipa, na minha opinião, deverá ser esta:

Se JJ quer colocar Matic e Fejsa no meio campo, então terá de alterar o estilo do segundo avançado. Terá de ser um avançado que transporte bola, apoiado por um médio ofensivo que saiba pensar o jogo.

Assim penso que voltaríamos a um sistema idêntico ao que nos deu o titulo, com Enzo a fazer de Ramires, enquanto Djuricic e Markovic seriam os criativos na frente e com grande mobilidade. Matic e Fejsa seriam os "guarda-costas" de Djuricic, Enzo e Markovic que dariam o apoio e futebol ofensivo que Cardozo necessita.

Um meio campo só com Matic e Fejsa, ganhamos consistência defensiva mas perdemos em criatividade, uma vez que Enzo fica encostado na linha. A dupla Matic e Enzo funcionava porque Enzo organizava e transportava jogo.

Com Lima ao lado de Cardozo, é obrigatório que no meio campo exista alguém com capacidade de criar e organizar jogo, coisa que nos faltou com o Belenenses. Com um meio campo com Matic e Fejsa, Lima não poderá ser o segundo avançado e Enzo não poderá jogar como extremo, terá de ir para o meio ou então terá de jogar Djuricic ou Markovic a 10 num 4x4x2 losango. A jogar em 4x4x2 clássico com Matic, Fejsa, Lima e Cardozo, a equipa irá sentir dificuldades na organização de jogo. Se juntarmos a isto um Markovic a extremo esquerdo, então a equipa é quase uma nulidade. Para mim, Markovic só a segundo avançado, a jogar atrás dos dois avançados ou, na pior das hipóteses, a extremo direito. Com o regresso de Gaitan, este poderá jogar a 10, atrás de Markovic e Cardozo, fazendo trocas posicionais com Markovic durante o jogo.