Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

quarta-feira, 13 de agosto de 2014

Bem vindo Mister Chance...



Portugal 13 de Agosto de 2014

No início dos anos 80 vi um filme que em Portugal recebeu o título de “Benvindo Mr. Chance”, filme lançado em 1979 e que contou com uma interpretação soberba desse grande nome da 7ª arte, o já desaparecido Peter Sellers.
O filme gira em torno de um cinquentenário jardineiro muito humilde e muito simples, Mr. Chance, que depois de ser posto fora da mansão do patrão, por falecimento deste, contactou casualmente com um empresário que acabou por fazer dele um grande personagem dos Estados Unidos da América, conseguindo inclusivamente que fosse eleito Presidente.
O que mais me marcou desse filme é que o tal jardineiro apenas abria a boca para dizer frases curtas e muito simples, pois era um homem sem cultura e sem experiência de vida (pois tinha sido sempre jardineiro e vivido na mansão do patrão). E contudo, as pessoas que passaram a privar com ele, fruto do conhecimento com o tal empresário, achavam que ele era um génio de potencial incrível e acabaram por levá-lo a Presidente dos Estados Unidos.
Este foi um filme de sucesso razoável, baseado na ironia e na sátira à sociedade americana, do qual para mim, o aspecto que retive foi que as pessoas liam nos lábios de Mr. Chance não o que ele de facto dizia, mas aquilo que elas achavam que ele era capaz ou tinha potencial para dizer.
Vem isto a propósito da gestão que o Sr.º Vieira tem feito no Benfica desde 2003, onde vejo muitas semelhanças com Mr. Chance, sendo frequente debater o actual Benfica com outros adeptos e sócios, não pelo que somos de facto mas por aquilo que ainda podemos vir a ser, pois Vieira está a trabalhar para isso (segundo eles).
Nem os 13 anos de desempenho que já leva à frente do Cube/SAD, primeiro como gestor depois como Presidente os consegue convencer que há demasiadas coisas que não batem certo com o “guião” que, como um bom aluno de representação teatral, interpreta com grande concentração e devoção, evocando não raras vezes o seu passado de pessoa pobre, que veio do nada e fez “fortuna a partir do zero” (as palavras são dele).
Também aqui as pessoas (sócios e adeptos) vêem o que querem ver e não aquilo que de facto é. A diferença é que o Sr.º Vieira é muitíssimo mais inteligente do que Mr. Chance, e sabe aproveitar o momento com grande eficácia, ou não tivesse muita gente a trabalhar com ele e para ele, neste suposto projecto.
Como por exemplo, a entrevista que vai dar à “BêTêVê” (muito cuidado com o significado que tem a alteração de Benfica TV para BTV, com todos os jornalistas da mesma a cumprirem o que lhes foi indicado) onde será entrevistado por um jornalista a quem paga o ordenado!
Esta é a forma como Vieira e seu staff fazem a avaliação da transparência do Clube/SAD numa fase delicada do “projecto” saído da eleição de Manuel Vilarinho (que funcionou como um autêntico Cavalo de Tróia de onde saíram Filipe Vieira e todos os interesses que passaram a comandar o Benfica), onde seria imperioso que os benfiquistas e desportistas em geral fossem esclarecidos sobre o que se está a passar.
O desmembramento da equipa campeão abaixo da cláusula de rescisão confere legitimidade às interrogações sobre os reais interesses de um “projecto” com 14 anos! E faz recuperar” outras questões que ninguém percebeu bem, como por exemplo, o que ele queria dizer quando falou do “milagre económico” ou do “sabemos para onde vamos, é difícil mas iremos lá chegar”, já para não recuar no tempo e perceber o que e queria dizer com “Mantorras vale 18 milhões de contos” e em 2003 “daqui a dois anos estaremos a dar cartas na Europa do futebol”.


Obviamente que não iremos ser esclarecidos e que a dita entrevista apenas servirá para branquear a ruinosa gestão que tem sido levada a cabo desde Novembro de 2000 (desculpem lá, mas o passado não se apaga). Não será uma entrevista para o Presidente ser confrontado com os sucessivos erros de gestão desportiva e financeira, ou vice-versa, será uma entrevista que o Presidente irá aproveitar para explicar porque fez o que fez, mesmo que esteja a mentir, como quando explicou que o ordenado do Siqueira inviabilizava a sua contratação, desmentido pouco tempo depois pelo próprio Siqueira que assumiu nem se ter falado disso.
Será uma entrevista do “one-man-show” tão ao jeito dos fervorosos adeptos que vão às AG’s e vêem nele, não a razão do que se está a passar (completa subalternidade futebolística para o FCP e esbanjamento de centenas de milhões de euros em juros de empréstimos que ao Benfica servem pouco) mas aquilo que eles acham que ainda pode vir a acontecer de bom.
Para mim Vieira continuará a ser o homem que faliu quase todas as empresas onde esteve como sócio ou accionista, excepto as que detêm em parceria com os filhos. E só este facto, conhecido desde sempre, seria motivo para não lhe terem dado todo o poder, como deram. Com consequências imprevisíveis....

Sem comentários:

Enviar um comentário

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado