Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

quinta-feira, 19 de março de 2015

Folclore...



Portugal 19 de Março de 2015

O futebol português, passa a maior parte do tempo em autênticas cenas de folclore mais vocacionado para o entretenimento cómico do que propriamente para o enriquecimento cultural e desportivo.
Esteve bem o gabinete de comunicação do Benfica quando após o empate no SCP - Benfica, lembrou que “acabou o black-out e começou o folclore”. De facto não se percebe esse clube que se apelida abusivamente de “Portugal”, sem ninguém lhe ter dado procuração para representar o país, e que sistematicamente dá exemplos de tacanhez e atrofia mental, que não dignificam “Portugal”. Vieram acusar o Benfica do mau gosto das tarjas que os NN colocaram no Benfica – SCP em Futsal, mas nada referiram, sobre uma t-shirt que circulou antes desse mesmo jogo de Futsal e que era ofensiva para a memória de 3 membros dos NN que faleceram em 1995 quando regressavam de Split na Croácia, após jogo da Champions. Também nada referiram sobre a vandalização de um mural que glorifica craques do Benfica já falecidos. Podiam ter dito que lamentavam embora nada tivessem que ver com os seus autores, mas nada disseram, limitando-se a atacar o Benfica. Como aliás fazem sempre.
Pois se o SCP esteve mal ao aproveitar-se de uma minudência para cortar relações desportivas com o Benfica, também o Benfica esteve mal ao não ter potenciado o conhecimento público desses dois argumentativamente poderosos, que eram a tal t-shirt ofensiva para os NN e a vandalização de um mural de benfiquistas. Ao optar pelo estilo folclórico, o Benfica perdeu uma oportunidade de se defender pela via do contra ataque. E é importante demonstrar força, para impor respeito, coisa que não costumamos fazer.
Desde esse longínquo empate com o SCP até hoje, o folclore tem-se sucedido ao ritmo dos episódios das novelas: nas noticias, nas entrevistas, nas declarações públicas de altos dirigentes do nosso futebol, etc.
Assim para responder ao folclórico comunicado do Benfica que glosou com o fim do black-out do SCP, reagiram estes contra atacando o Sr.º Vieira, não se inibindo de utilizar um tom de alguma baixeza ao tornarem públicos supostos episódios que aconteceram entre Vieira e o motorista do Sr.º Bruno de Carvalho, ou numa suposta reunião solicitada para dominar o futebol português. Ao baixo nível das acusações leoninas, respondeu o Benfica de forma efeminada, terminando a discussão com um “não alimentamos mitómanos”, ou coisa parecida.
Que o Sr.º Vieira no seu “modus operandi” de “comprar” tudo (Pragal Colaço, Eduardo Moniz e Varandas Fernandes entre outros que no passado o contestaram) tenha agendado uma reunião com Bruno de Carvalho para limar as habituais “arestas” que o incomodam (a ele, não ao clube), não me surpreenderia. Mas que o tivesse feito através do motorista de BdC, isso não acredito e reputo de agressão gratuita, mais um mau exemplo do tal clube de “Portugal”.
Também o Sr.º Pinto da Costa, presidente do FCP, o tal que acha que “só os estúpidos falam de arbitragens” veio a terreiro defender a teoria que o Benfica está a ser levado ao colo pelos erros dos árbitros. Não sabendo explicar porque razão o Benfica mais fraco dos últimos 6 anos ganhou de forma convincente em casa do FCP mais caro dos últimos 6 anos, partiu para o contra ataque utilizando a sua habitual táctica de fazer dos outros estúpidos. Atenção contudo, que este folclore não é gratuito e tem uma estratégia associada. Ele apenas está a preparar o terreno para que, quando os seus amigos da arbitragem fizerem o “servicinho” (como aliás têm tentado nos últimos jogos), ninguém se admirar porque se percebe existir uma espécie de “compensação”. Não sei se repararam mas desde que PdC falou no assunto, vieram logo os habituais jornalistas sportinguistas e portistas criar os mais díspares cenários de “favorecimento”. Desde o número de jogos que o Benfica joga em superioridade numérica, e quantos desses jogos ganhou nessa situação, aos bloqueios que os árbitros não vêem, tudo serve para atirar “pedras”. Até leio um que descobriu que o Benfica é líder a provocar expulsões.. mas não somos a equipa que tem mais expulsões a favor? Ou há necessidade de requentar o tema para tentar criar outro que é igual ao anterior, e assim continuar o falatório?
Pois neste folclore dos dirigentes, onde se incluem os nossos especialmente por não saberem dançar o fandango, mais o folclore dos jornalistas do costume, os tais que já crucificaram o Paulo Almeida, o Robocop, o Cristiano, o Roberto, o Emerson, etc, e agora cozinham o cardápio adequado aos interesses que o FCP têm na arbitragem, que lhe permite sonhar com o título. Se foram beneficiados, como têm sido nas grandes penalidades com o Braga e tantas outras situações análogas, técnicas ou disciplinares, ninguém irá reparar se o Benfica for prejudicado nos jogos que faltam.
Isto é mesmo muito folclore...

Sem comentários:

Enviar um comentário

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado