Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Inconstantes


Só agora é que tenho possibilidade de falar um pouquinho sobre o jogo da Champions...

Penso que não podíamos ter tido melhor entrada com um golo logo aos dois minutos. Após o golo a equipa quis ter bola mas não para tentar ir ao segundo mas sim para andar a trocá-la entre os centrais e laterais. Isto levou a que a equipa com o passar dos minutos fosse perdendo intensidade e concentração e foi aí que o Gala começou a crescer e não mais conseguimos pegar no jogo de forma assertiva. O resultado foi que chegámos ao intervalo já em desvantagem.

Não é a primeira vez que fazemos aquele tipo de futebol de ter bola sem qualquer sentido prático, ou seja, a maioria da posse de bola é "palha" e só serve para as estatísticas. Aquele tipo de futebol é bom para os 10 minutos finais de um jogo em que estamos a vencer e que precisamos de tirar bola ao adversário, fazer isso a partir dos 15 minutos de jogo é arriscado e normalmente dá mau resultado. Não gosto de ver o Benfica a fazer este tipo de jogo. Não confundir posse de bola no meio campo adversário, como o fizemos muito bem na segunda parte, com aquela posse de bola em que os centrais trocam a bola entre si, passam aos laterais, estes devolvem aos centrais que a passam a um médio e este volta a devolver ao central e não passamos disto até errarmos um passe e permitimos que a equipa adversária venha por ali acima. Além do mais isto corta claramente o ritmo de jogo à equipa que depois tem dificuldades em acelerar o jogo quando é preciso.

Na segunda parte, apesar de o Gala ter tido 2 ou 3 oportunidades, fomos mais equipa e tivemos inúmeras vezes perto de fazer o golo. Continua-se a falhar no último passe de forma amadora. Tivemos duas ou três situações que têm de ter finalização e não tivemos porque o último passe foi ao nível amador.

O Jonas quando tiver dificuldade em encontrar espaços entre linhas tem de baixar para juntos dos médios e permitir que um dos extremos apareçam naquela zona, preferencialmente Gaitan, apoiado pelo médio que subiu na troca com Jonas. Na primeira parte houve pouco Jonas porque esteve demasiado longe dos médios.

O Eliseu teve um jogo para esquecer mas tem estado bem esta época.

O Jardel foi um gigante!!

O Sílvio esteve bem!!

O Samaris cada vez mais se aproxima do 8 que o Benfica precisa, com mais transporte de bola.

O Gaitan foi o Gaitan...

Destaco o André Almeida que continua a crescer de rendimento.


Sem comentários:

Enviar um comentário

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado