Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

domingo, 31 de julho de 2016

O meu plantel 2016/2017


Sim, Pizzi seria o meu 8!!! É para mim aquele que melhor pode desempenhar aquela posição no imediato. Não tem a agressividade defensiva que tinha o Renato Sanches mas tem a visão de jogo, a experiência, qualidade técnica e tem a capacidade de "comer metros" com bola. O Horta seria o seu suplente directo. Em jogos mais complicados pode-se colocar naquela posição Danilo ou Celis para dar mais agressividade ao meio campo.

Com a vinda de Celis e Danilo, acredito que Samaris perca espaço e acabe por sair.

E sim, Talisca seria o natural substituo de Jonas. Tem capacidade de passe, visão de jogo, uma excelente meia distância, tem boa finalização e podia muito bem ser ele o tal 9,5, a baixar no apoio ao meio campo e a aparecer mais à frente. O Rui Fonte teria uma época de adaptação e crescimento na posição que faz Jonas para explodir para o ano. Penso que Fonte tem tudo para dar certo no Benfica a fazer de Jonas. É um jogador evoluído tecnicamente, tem finalização, tendo de trabalhar a tomada de decisão.

Guedes é para ficar!!! Assim como Salvio!!! A época é longa e não sabemos como irá reagir Salvio e por isso será importante ter mais alguém que faça as alas. Além do mais, Cervi está numa fase de adaptação ao futebol Europeu e Zivkovic pouco jogou até hoje.

Seria um plantel de 26 jogadores onde temos 2 jogadores por posição, excepção feita aquelas posições mais susceptíveis de lesões e castigos como são o meio-campo, as alas e avançado.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Negócios à Vieira



Portugal 26 de Julho de 2016

Retirado do prospecto obrigacionista recentemente emitido pela SLB SAD:
Os investimentos realizados no plantel de futebol no exercício de 2013/2014 ascenderam a €40.476 milhares e resultaram, principalmente, da:
A aquisição dos direitos de inscrição desportiva e de 50% dos direitos económicos do atleta Pizzi, num investimento total de €6.000 milhares;
(..... e outros.....)
Os investimentos realizados no plantel de futebol no primeiro semestre do exercício de 2015/2016 ascenderam a €35.177 milhares e resultaram, principalmente, da:
Aquisição dos direitos de inscrição desportiva e de 50% dos direitos económicos do atleta Raúl Jimenez, num investimento total de €9.836 milhares, que engloba a aquisição dos referidos direitos, os encargos com serviços de intermediação, o prémio de assinatura do atleta, os encargos com o Mecanismo do Fundo de Solidariedade e o efeito da actualização financeira tendo em consideração os planos de pagamento estipulados;
Aquisição de 50% dos direitos económicos do atleta Pizzi num investimento total de €7.260 milhares, que engloba a aquisição dos referidos direitos e o efeito da atualização financeira tendo em consideração os planos de pagamento estipulados, passando a Benfica SAD a deter a totalidade dos direitos económicos do atleta;
(..... e outros.....)
Retirado do site MaisFutebol, 20 de Outubro de 2014 às 23:27
Jorge Mendes é detentor de metade do passe de Raúl Jiménez, avançado internacional mexicano que o Atlético de Madrid contratou esta época, oriundo do América. A revelação partiu de Gil Marín, conselheiro-delegado do emblema espanhol.
Ago 27, 2011
A transferência do extremo português para o Atlético de Madrid é um dado adquirido. .... Pizzi vai jogar para o Atlético a título de empréstimo até Dezembro e os colchoneros ficam com o direito de opção de compra do seu passe, cujo valor foi previamente acordado: 15 milhões de euros.
2012-07-10
Pizzi já não é jogador do Sp. Braga. A entrada em cena do fundo de Jorge Mendes colocou um ponto final na novela em torno do extremo, depois da compra dos direitos económicos de Pizzi...
21-11-2012 19:18
Segundo o último relatório e contas da SAD bracarense, Pizzi foi vendido por 13,5 milhões euros, sendo que os "arsenalistas" detinham 63 por cento do seu passe, ou seja, o extremo, entretanto emprestado ao Deportivo da Corunha, vai render aos cofres bracarenses cerca de 8,5 milhões de euros, a que acresce o milhão e meio de euros do empréstimo.
Dos textos citados, e é só sobre eles que faço as minhas interpretações, conclui-se que Vieira comprou os 50% dos direitos económicos de Jimenez a Jorge Mendes por 12 milhões de euros, como foi tornado público recentemente. Não se percebe a oportunidade do negócio porque o Benfica era dono de 100% dos direitos federativos e porque não se perspectiva uma venda do jogador por valores superiores a 22 milhões de euros, que foi o custo total do mesmo.
Quanto a Pizzi conclui-se também que Vieira pagou 37% dos direitos económicos a Jorge Mendes pela “bagatela” de 7,6 milhões de euros, a somar aos 6 milhões pagos ao Atlético de Madrid pelos 100% dos direitos federativos que permitiram a inscrição do jogador. Se a estes 13,6 milhões somarmos a cedência definitiva de Roberto ao Atlético, que no mesmo dia e com intermediação de Mendes o venderam ao Olimpiakos por 5 milhões, então Pizzi custou 13,6+8 (custo de Roberto) = 21,6 milhões à SAD do Benfica!
Note-se que o Prospecto Obrigacionista não menciona qualquer verba recebida pela venda de Roberto pelo que não desconto nada a estes 21,6 milhões pagos por Pizzi.
Note-se também que os direitos económicos não impedem o clube de inscrever o jogador para a competição, mas sim, para criar figuras absolutamente legais de sacar dinheiro aos clubes/SAD’s. Se alguém acreditar que estes negócios são permitidos pelos responsáveis máximos dos clubes/SAD’s sem ninguém ganhar nada com isso, eu acrescento que deixei de acreditar no Pai Natal quando tinha 10 anos.
Assim vai gerido o Benfica com um presidente infiltrado e que por isso mesmo tem boa comunicação social (dos grupos controlados por Oliveira e Mendes) o que lhe permite continuar a enganar os sócios e adeptos quanto aos méritos da sua gestão e quanto aos objectivos que pretende para o clube/SAD. Não é qualquer um que se presta a este papel. Vieira é de facto um enorme figurante. Sem arrependimentos, como demonstrou em Tribunal quando foi condenado por roubar um camião (conclui-se que para ele, os fins justificam os meios) e sem assumir qualquer tipo de responsabilidade por ter contratado um motorista que foi apanhado com 9 kg de cocaína no carro presidencial (!?) Vieira lá anda como se nada destes negócios, destes estranhos episódios, da continuada ausência de estratégia desportiva fosse com ele.
Vejo e leio que alguns (cada vez menos) notáveis subscrevem de alma e coração a sua recandidatura. Boa comunicarão social e apoio dos notáveis, uma parceria difícil de ultrapassar. Como tenho vindo a dizer, nas actuais condições Vieira pode ir trabalhar nu para o estádio da Luz, que ganha as eleições a qualquer um.

sábado, 16 de julho de 2016

O primeiro teste

Epá, que bem me soube finalmente ver o Glorioso jogar!!! Que saudades!!!

Sinceramente, gostei do que vi, tendo em atenção que foi o primeiro teste. Gostei da intensidade, da agressividade e da constante pressão sobre o portador da bola. fiquei contente porque, apesar das muitas caras novas, a equipa parece estar a assimilar bem os processos de jogo, faltando a parte física que só com os jogos se melhora.

Em termos individuais:

Paulo Lopes: Pouco trabalho, esteve sempre bem quando teve de intervir, nada a apontar.
André Almeida: Acredito que poderá ser ele o titular. Esteve bem no jogo.
Nelson Semedo: É mais rápido e agressivo nos movimentos ofensivos para ainda complica demasiado. Nesta posição estou tranquilo!
Luisão: Sinceramente, em jogos contra equipa em que jogaremos com o bloco mais baixo o Luisão poderá ser o jogador mais indicado mas para jogar em pressão com as linhas bem subidas poderá apresentar algumas dificuldades. No entanto, por norma, o Luisão costuma demorar a entrar em forma e poderá ser isso que me está a condicionar a opinião. A rever.
Jardel: Titularissimo!!! Resta saber quem será o companheiro.
Lisandro: Tipico Argentino. Muita agressividade, muita garra mas também muita precipitação em algumas abordagens e posicionamentos. Por mim ficaria no plantel mas dificilmente será titular.
Kalaica: Gostei do miúdo. Será muito importante jogar na equipa B para se adaptar rapidamente a Portugal e ao futebol Português. Poderá chegar à primeira equipa ainda no decorrer desta época.
Grimaldo: No geral esteve bem!! Só abusou nos movimentos interiores com bola onde perdeu todos as bolas, a rever esta situação.
Reinildo: Pouco tempo para observar.
Fejsa: O melhor 6 a jogar em Portugal, claramente!!!!
Celis: pouco tempo em campo para perceber se será um 6 ou um 8. Para já entrou para o lugar 6. Não podemos esquecer que tem um ritmo de jogo completamente diferente dos colegas. Esteve bem no jogo!!!
João Teixeira: Para mim, e não é de agora, não é jogador para o Benfica. Pelo menos neste fase da sua carreira. Não acrescentou nada na equipa!!  Para emprestar a uma equipa da primeira liga.
Horta: Muito melhor que João Teixeira!!! Só tenho dúvidas se terá a agressividade defensiva necessária para fazer a posição 8 neste modelo de jogo. No resto, tem tudo para dar certo. A rever...

Salvio: continua a ser o Salvio de sempre... Muito complicativo e a querer fazer as coisas sempre sozinho. É um fantástico no um-para-um e pode ser determinante no plantel, assim que estiver em condições físicas para ir para cima do adversário.
Pizzi: Para mim, e para já, é intocável!!! Ainda não está fisicamente apto mas é a melhor solução se queremos alguém a jogar a partir das alas para o meio.
Carrillo: Esteve muito apagado no jogo. Sem fazer nada de especial. nota-se uma clara falta de ritmo competitivo. A rever...
Cervi: Muito mexido, muito bom tecnicamente, rápido e já a fazer algumas boas combinações com os companheiros. A concorrência será forte...
Guedes: Esteve muito bem no jogo. Muito mexido, sempre a procurar o espaço e movimentos de rupturas. Esteve muito bem no um-para-um.
Benitez: A rever... Esteve bem no jogo mas tem a seu favor o facto de vir já com ritmo de competição. face à concorrência não acredito muito que fique no plantel.
Rui Fonte: Alguns pormenores mas nada de especial. A rever...
Jovic: Simplesmente não gostei!!! Foram poucas as vezes que conseguiu segurar uma bola. Se calhar aquela não será bem a sua posição mas, pelo que vi ontem, e ainda é cedo, duvido que faça parte do plantel.

Setúbal: É absolutamente lamentável a forma como o Setúbal se apresentou em campo!!! Como é que é possível que num jogo destes o Setúbal jogasse como se estivesse a jogar para manter o lugar na primeira liga?! O Setúbal fez  dois?! remates à baliza em 90 minutos... Fechadinhos e fazer anti-jogo. Uma vergonha!!!


Árbitro: Um penalti por marcar a favor do Benfica e uma expulsão perdoado ao 7 do Setúbal. Se a a não expulsão eu entendo e aceito, o penalti só posso entender como parte da preparação e treino que o árbitro está a fazer para a época que se aproxima...




quarta-feira, 13 de julho de 2016

Negócios à Benfica...



Portugal 13 de Julho de 2016

No penúltimo texto fiz uma ligeira abordagem sobre como se fazem grandes negociatas com direitos económicos de jogadores, utilizando para isso o Diogo Jota do Paços de Ferreira e citações retiradas da imprensa (como aliás tudo o que comparo). Hoje faço uma pequena reflexão sobre o que se passa no Benfica. Quem leu o texto anterior percebe a sequência do raciocínio. Quem não leu, deve ler antes de atirar “pedras”...
Retirei do prospecto obrigacionista publicado na CMVM o seguinte referente à época 2013/2014 e 2014/2015:
Alienação da totalidade dos direitos de económicos do atleta Rodrigo à sociedade Meriton Capital Limited, pelo montante de €30 milhões, que gerou um ganho de €12.642 milhares, após dedução: (i) de compromissos com terceiros; (ii) de gastos com serviços de intermediação; (iii) do efeito da atualização financeira tendo em consideração os planos de recebimento e pagamento estipulados e (iv) do valor líquido contabilístico do direito do atleta à data de alienação, no montante global de €17.358 milhares.
Alienação dos direitos de inscrição desportiva e da totalidade dos direitos económicos do atleta Kardec ao São Paulo FC, pelo montante de €4,5 milhões, que gerou um ganho de €1.004 milhares, após dedução: (i) de compromissos com terceiros; (ii) de gastos com serviços de intermediação e (iii) do valor líquido contabilístico do direito do atleta à data de alienação, no montante global de €3.496 milhares.
Aquisição dos direitos de inscrição desportiva e da totalidade dos direitos económicos do atleta Derley, num investimento total de €3.021 milhares, que engloba a aquisição dos referidos direitos, os encargos com serviços de intermediação e o efeito da atualização financeira tendo em consideração os planos de pagamento estipulados.
Alienação dos direitos de inscrição desportiva e da totalidade dos direitos económicos do atleta Markovic ao Liverpool, pelo montante de €25 milhões, que gerou um ganho de €6,8 milhões, após dedução: (i) de compromissos com terceiros; (ii) de gastos com serviços de intermediação e (iii) do valor líquido contabilístico do direito do atleta à data de alineação, no montante global de €18,2 milhões.
De salientar que as percentagens de direitos económicos referidas consideram a partilha de interesses económicos com entidades terceiras, resultante de alienações futuras. Adicionalmente, foram estabelecidos compromissos com terceiros, nomeadamente clubes, agentes desportivos ou os próprios atletas, no sentido de repartir o valor de futuros ganhos que venham a ser obtidos com a alienação dos direitos desportivos detidos pela Benfica SAD, mediante verificação de condições específicas definidas contratualmente.
Num texto de pequenas dimensões não dá para copiar muitos exemplos. Escolhi estes por me parecerem relevantes da forma como o Benfica está a ser gerido, ruinosamente mas com ganhos para muita gente que gravita em torno do futebol, e naturalmente o Sr.º Vieira como um dos “suspeitos” de ser “beneficiário” pois ninguém dá nada a terceiros se não ganhar qualquer coisa com isso. A não ser que seja indigente.
Como se vê o Benfica paga comissões na venda de jogadores (serviços de intermediação) mas surpreendentemente também na compra! Que se pague na venda, compreende-se pois o empresário promove o jogador e encontra clube comprador nas condições que o Benfica entende serem as adequadas. Mas pagar comissões na compra?
Outra característica desta gestão é a parte dos direitos económicos que assumidamente são divididos por vários (jogadores, empresários, outros), na antecipação de negócios futuros. O Benfica paga a aquisição dos jogadores e na antecâmara da sua venda, cede de forma economicamente gratuita, percentagem dos direitos económicos a terceiros, facilitando assim a circulação de elevadas somas de dinheiro, que correm de bolso em bolso, a maior parte das vezes através de off-shores. Como resultado disto pode concluir-se que muita gente ganhou dinheiro mas o Benfica perdeu com Markovic e Kardec que não renderam o suficiente para cobrir as despesas da sua contratação.
Adicionei o exemplo do Rodrigo para perceberem como o Benfica pode ser “mamado” de forma drástica, pois dos 30 milhões da venda dos direitos federativos, a SAD apenas lucrou 12,6 milhões!
Não é por acaso que apesar da máquina da propaganda em torno desta Direcção (apoiada pela comunicação social de Joaquim Oliveira e Jorge Mendes, mais o novo BES entre outros parasitas do Benfica), e apesar das vendas milionárias, o valor dos empréstimos obtidos (corrente e não corrente) em Dezembro de 2015 era de 308,8 milhões, ligeiramente inferior aos 309,8 milhões em Dezembro de 2014.

terça-feira, 5 de julho de 2016

Vitamina R(enato)



Tinha previsto escrever um texto sobre as Negociatas versão Benfica, como referi na parte final da última publicação... Contudo o tempo tem sido escasso para proceder às consultas que tenho de efectuar para escrever o que tenho de escrever, e eis que entretanto o fenómeno Renato já espalha a sua influência pela Selecção. A forma como conduziu o lance que deu o golo contra a Croácia (outro seguramente endossaria a bola ao Ronaldo e o lance iria perder-se) ou como resgatou Portugal frente à Polónia, marcando um golo com o pé que “tinha mais à mão” são a marca de alguém que nasceu para ser bem sucedido. Em sua homenagem, recordo o texto que publiquei aqui nesta data e que na altura poucos terão entendido o alcance das minhas “previsões”. Por acaso foi um jogo que perdemos, mas depois acabamos por ser campeões e Renato apenas falhou um jogo, antes do decisivo confronto com o SCP...

Portugal 12 de Fevereiro de 2016

Logo mais joga-se um dos encontros mais importantes da época, pois os jogos contra FCP ou SCP são sempre mais difíceis do que com as outras equipas. Digamos que não estão em causa apenas 3 pontos, mas mais que isso.
Efectivamente, na pior das hipóteses, perdendo, podemos ficar 3 pontos atrás do SCP e 3 pontos cima do FCP. Na melhor das hipóteses podemos ficar 9 pontos à frente do FCP e 3 à frente do FCP. Entre estes dois extremos, há um conjunto de mais 6 combinações de resultados que dão para alimentar o imaginário de cada adepto.
Tenho para mim que apenas a vitória interessa, como aliás em qualquer jogo.
A surpreendente recuperação do Benfica está não só aliada aos bons resultados conseguidos depois da derrota caseira com o SCP (8ª jornada) mas também com os maus resultados feitos pelos rivais que têm perdido muitos pontos. Para ser campeão é preciso ter alguma estrelinha, e a nossa tem aparecido nos jogos de SCP e FCP.
Contudo não podemos desvalorizar o facto de termos também feito bons jogos, não podendo esta evidência ser dissociada da entrada de Renato Sanches em jogo. 15 minutinhos com o Tondela, titularidade com a Académica. Até hoje...
E o futebol do Benfica, o futebol pensado pela “estrutura” para esta época, mudou como da noite para o dia. Temos mais pulmão no meio campo (fazendo preterir Talisca), temos mais dinâmica atacante e mais cobertura defensiva fruto das movimentações de RS. Ou seja, marcamos mais golos e sofremos menos do que até então. A somar a isso, dois golos absolutamente fantásticos, um dos quais valeu 3 pontos na difícil saída a Guimarães.
O futebol do Benfica melhorou, os resultados melhoraram (apenas 1 empate cedido no campeonato), o goal-average melhorou, faltando testar este “novo” Benfica com adversários mais fortes. É sempre bom recordar, coisa que os mais entusiastas por vezes esquecem, que neste período em que apareceu a Vitamina R(enato), não conseguimos eliminar o SCP da Taça (apesar de estarmos empatados no final dos 90 mn), nem conseguimos pontuar frente ao Atlético de Madrid (que na altura até atravessava uma boa fase).
Ou seja, a Vitamina R não garante vitórias em todos os jogos.
Hoje teremos mais um teste, com a particularidade de, ganhando, deixarmos o FCP a 9 pontos de distância. O que convenhamos, com um árbitro do Porto não creio que seja fácil, ou até possível... esse árbitro também está ciente da importância que o jogo tem para o clube da sua cidade, o clube do seu coração. Ora no passado, vimos como ele errou contra o Benfica em decisões fáceis de tomar, fosse em jogos contra o FCP, fosse em jogos contra o SCP (arbitrou a única derrota de JJ frente ao SCP em 12 jogos para o campeonato). Foi também este que arbitrou o Braga 4 – Guimarães 3, na época 2009/2010 (1º título com Jesus), assinalando 4 penaltys a favor do Braga, para assim manter a pressão sobre o Benfica. Ainda hoje há adeptos que desvalorizam esse campeonato por ter sido disputado até à última jornada... A inteligência nunca chega para todos...
Portanto vamos ter um jogo que para além da dificuldade de sempre, uma vez que jogos com FCP ou SCP são sempre de tripla, independentemente do estado anímico das equipas, ainda teremos seguramente de levar com um árbitro que irá “gerir” o jogo. E não será em favor da verdade desportiva, porque para isso bastava “arbitrar”.
Vamos ver. Confio na Vitamina R, confio no efeito positivo que imprimiu à equipa, e confio que vamos dar sequência à série de bons resultados. Vamos ver.