Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

quinta-feira, 28 de setembro de 2017

Fisicamente débeis...

Uma parte bastante importante numa equipa é a sua capacidade física, se isso não fosse importante o Benfica, e outros clubes de topo, não teriam investido em equipamentos e instalações para controlarem o aspecto físico dos jogadores.

Uma equipa que tenha uma má preparação física nunca será uma equipa consistente e com qualidade táctica porque simplesmente chegarão mais tarde aos lances, estarão mais vezes mal posicionados, farão tudo em esforço, faltará agressividade, intensidade e velocidade. Dará sempre a ideia de que os outros parece que vão de mota. querem exemplos? Quantas vezes é que o Grimaldo, um jogador rápido, já foi ultrapassado em velocidade? Quantas vezes não conseguiu recuperar a posição? Já viram na reacção dos jogadores do Benfica à perda de bola? Viram o segundo golo do Basileia? Nenhum dos jogadores do Benfica conseguiu acompanhar os jogadores do Basileia...

As constantes lesões não ajudam a que os jogadores consigam atingir um condição física plena e se a juntar a isto a preparação física do jogadores não for a correcta, termos sempre uma equipa lenta, mais propensa a lesões, tacticamente com os sectores mais afastados, com transições ataque-defesa absolutamente ridículas e um ataque lento, sem grandes movimentações ou movimentos de rotura.

Não nos podemos esquecer que há um trabalho muito importante num preparador físico neste nível... A recuperação entre jogos... Será que está a ser bem feita?

Se formos ver os jogos esta época com mais calma, tirando um jogo ou outro, no geral a ideia que dá é que parece que os adversários vão de mota e os nosso a pé... 

4 comentários:

  1. O problema não foi fisico, foi mental. Uma coisa está ligada à outra.
    Há muita gente a falar sem saber.

    ResponderEliminar
  2. Recentemente, o responsável pela preparação física da equipe do FC Barcelona, Francisco Seirul-lo Vargas (está lá, nesse trabalho, desde 1994), em um congresso na Espanha, surpreendeu a todos (ou quase todos), e, inclusive ao renomado cientista do treinamento Jurgen Weineck – presente no evento -, em sua explanação, mostrando que em sua equipe os treinamentos “físicos” são realizados de maneira integrada aos objetivos do treinador e são elaborados para contribuir com a construção do modelo de jogo adotado pelo FC Barcelona.

    ResponderEliminar
  3. É realmente visível a deficiente forma física da equipa
    Será que R V não vê?
    Se visualizarmos os últimos jogos notamos que os nossos adversários viram isso, colocando estrategicamente a equipa em campo explorando com velocidade o contra ataque.
    Notasse também a R V receio em arriscar:
    Para mim para alem da parte física o meio campo é o principal problema.
    Pizzi necessita descansar, devia apostar mais em Chrien e ou Krovinovic, este pode também ser alternativa a Jónas.
    Fejsa não tem substituto à altura mas, na minha opinião Filipe Augusto é superior a Samaris.
    Samáris bem preparado jogaria melhor como 8.
    Tolice a dispensa de Horta, preferível emprestar o Rafa.
    Na defesa RV tem de apostar em R Dias Jardel e Lizando, Luisão tem de ficar mais tempo no banco.
    Dizer que Lizandro não conta é injusto, nunca jogou o suficiente para se impor.
    Em conclusão
    RV tem matéria prima à que trabalha-la correr alguns riscos e clolocar equipa em campo que funcione como tal.

    Saudações Benfiquista

    ResponderEliminar
  4. Física, mental e estruturalmente débeis!

    ResponderEliminar

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado