Siga-nos no Facebook

sábado, 8 de dezembro de 2018

Duro, muito duro...

Hoje foi um jogo muito duro, muito duro... Defrontámos uma equipa muito forte fisicamente e fez muito bem jus a isso mesmo...

Fizemos um jogo dentro daquilo que temos vindo a fazer, ou seja, fizemos um jogo muito pobre em termos de futebol jogado mas o mais importante é vencer os jogos todos até final do ano.

Valeu o golo do jogador que alguns "entendidos" acham que não pode jogar sozinho na frente em 433.

No entanto, também tenho de salientar que apesar de achar que este Benfica defensivamente é absolutamente banal, sem conseguir fazer qualquer tipo de pressão efectiva, só permitiu uma situações clara de golo ao Vit. de Setúbal.

Não compreendo aquilo que disse Lito Vidigal. Equilíbrio? sim, foi um jogo de muita luta mas em termos de oportunidades só deu Benfica. Falou em situações de finalização mas eu gostava que ele as nomeasse ou remates de ressaca a 30 metros da baliza contam como oportunidades de golo? Quanto estaria o jogo quando o Setúbal tive a sua oportunidade se o Benfica tivesse concretizado as suas oportunidades?

Aqueles que, após uma vitória em casa sobre um Feirense perdido na tabela e outra contra uma equipa da Segunda Liga, pensavam que as coisas tinham mudado, podem tirar o cavalinho da chuva. Estas coisas do futebol jogado não mudam só porque o presidente viu uma luz.

O melhor em campo para mim foi Xistra!!! Há muito anos que não via ninguém comandar um jogo como o Xistra o fez hoje. Foi ao ritmo do seu apito que o Setúbal conseguiu equilibrar a partida. A forma fácil como saíam os cartões aos jogadores do Benfica em contraste com os do Setúbal foi absolutamente "pornográfico". Na segunda parte ainda fez mais... Se na primeira apitou a quase tudo, na segunda deixou de apitar algumas faltas a favor do Benfica, mantendo a bitola da primeira parte sempre que um jogador do Setúbal caía. Foram perdoados muitos mais amarelos a jogadores do Setúbal e metade dos amarelos mostrados a jogadores do Benfica roçam o anedótico.


CARREGA BENFICA!!!!


4 comentários:

  1. E não assinalar falta no lance em que o Rafa foi ceifado, foi de mestre.
    Poucos árbitros teriam a falta de vergonha do Xistra para fazer o mesmo.

    Mas o que mais importa, o futebol do Benfica, está pobre, muito pobre.
    Estivemos à beira de sofrer o empate ao minuto 88, na única ocasião do Setúbal.
    A equipa não consegue matar o jogo e também não o consegue controlar quando o fim se aproxima e os adversários arriscam mais.
    Um bocadinho mais de competência e não haveria Xistras, por mais pintados, que fodessem o Benfica.

    JVP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consegue matar o jogo ou não deixaram. Um golo fenomenal do zivkovic criminosamente e corruptamente anulado e ainda temos que levar com essa conversa da treta. Já enjoa, muda de clube ou faz-te à vida. Adeptos da treta.

      Eliminar
    2. Sim... O futebol continua pobre. Não há dúvida. Já agora... Qual foi a sua posição no jogo que perdemos com o Belenenses? Se calhar aí não se importou do futebol mas apenas do resultado. Estou errado?

      Começa por reconhecer que o xistra é um artista, certo? Mas é um artista porquê? Se calhar por evitar lances como o do zivkovic... Ora "a equipa não consegue" ou não deixaram conseguir?

      Qual é o argumento de conceder uma oportunidade ao minuto 88? Que não devíamos conceder nenhuma ou que devíamos "escolher" conceder oportunidades apenas até determinado minuto? Se calhar o adversário até tem oportunidade no final porque no final já estava a arriscar tudo em busca do empate.

      Realmente tem faltado competência em alguns jogos por exemplo com o Belenenses... E nesse nem houve queixa do árbitro... Mas vir com essa treta de que nem o árbitro virava um jogo é de quem não vê futebol.

      Eliminar
  2. Fora a arbitragem vergonhosa que não deixava ninguem jogar, até gostei do pouco futebol que se jogou.

    Mostrou bem que a equipa está unida e comprometida, tais foram os sprints para baixar e cortar bolas por parte dos avançados. Houve muita solidariedade em campo.

    Gabriel e Seferovic nao trouxeram a força e posse de bola que a equipa precisava.

    De notar que desde a chicotada psicologica a equipa ja nao começa os jogos com chutão.
    Houve evolução do treinador.
    Falta agora começar a fazer as substituições mais cedo, pois guarda sempre uma para os descontos, para perder tempo.
    Nao querendo entrar em muitos detalhes, mas nao ajuda na motivação do jogador que entra para jogar 1 minuto e acaba por nao refrescar a equipa quando todos vemos faziamos descansar 3 ou 4 se fosse possivel.

    ResponderEliminar

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado