Siga-nos no Facebook

quarta-feira, 22 de maio de 2019

Tomates or not tomates, it's not a question!

É muito interessante observar de cadeirinha, todas as movimentações da aliança rival e imprensa nacional conhecida, a juntos, desvalorizarem a conquista do Benfica.


Como sempre, o mote foi dado pelo Papa, antes mesmo do campeonato estar decidido... depois segue-se o desenrolar habitual do ciclo comunicacional nacional.

A tarja da claque legal Super Dragões é o esplendor da estratégia, bem como, reveladora do que se pretende com braços armados, legalização de claques e eficácia da legislação em vigor.
Como é que é possível ter uma claque lagalizada a entrar num estádio com uma tarja gigante com aquele tipo de teor?
Se isto não vale no mínimo, um jogo à porta fechada ao FC Porto, assimilamos todos a estratégia engendrada pelo conselho de disciplina e IPDJ, apenas focada num clube... o Benfica.


"Dos fracos não reza a história."

Luís Filipe Vieira

Dar mérito a alguém rival ou opositor, será sempre um privilégio ao alcance de muito poucos.
Para os habituais, quando LFV erra na luz, é incompetência... já quando acerta no interruptor, é porque teve uma sorte descomunal e obra do acaso.





Eu pergunto...

Qual a diferença entre Bruno Lage e Tiago Fernandes?

Tiago Fernandes entrou no Sporting, empatou fora de casa com Arsenal actual finalista LE e ganhou os dois jogos na Liga portuguesa (Chaves, Santa Clara), deixando o Sporting no segundo lugar a dois pontos do FC Porto. FACTO!

e respondo...

Um foi aposta de tomates, o outro foi o habitual técnico interino.

Isto não é sequer discutível... é real, concreto e resume as palavras de Luís Felipe Vieira no balneário.

Tomar decisões de elevada responsabilidade não está ao alcance de todos, e para se saber tomá-las é necessário inteligência, bom-senso, ponderação, errar e aprender com os erros... 
O Benfica não é o Cascalheira e certamente que optar por dar a oportunidade a Bruno Lage acarretava elevado risco e coragem.

Correu bem, somos campeões... se corresse mal, tínhamos alguns artistas a pedir eleições antecipadas.

Rui Gomes da Silva
Só o próprio saberá a mescla de sentimentos que lhe vai na alma. Eu percebo que não seja fácil festejar, desejando inconscientemente e no seu intimo que as coisas não corram bem... não é "por mal", mas por estratégia política.

Só assim se explica este tipo de palavras...

 
Recorde-se que estas declarações, foram cavalgadas no auge do caso dos emails e descredibilização pública do Benfica, juntando a isso maus resultados... eu não esqueço... e constato...

...será que agora existe vontade de eleições antecipadas, ou politicamente não dá jeito???