Siga-nos no Facebook

terça-feira, 30 de julho de 2019

A razão está do lado de Luís Filipe Vieira (Curtas)



Pré-Época

A pré-época chegou ao fim, ou está a chegar (falta ao que parece um jogo treino esta terça feira). Oito encontros realizados, 7 vitórias e 1 derrota, 35 golos marcados e 4 sofridos. Se retirarmos as equipas amadoras o saldo é de cinco jogos, 4 vitórias e 1 derrota, com 15 golos marcados e 3 sofridos. 

Na International Champions Cup 2019 o Benfica fez 3 jogos, contando com vitórias os jogos realizados. Seis golos marcados e um sofrido, ficando à espera que o Manchester United não vença o Milan por 3-0 para conquistar a mais prestigiada competição de pré-época do Mundo. Pelo menos é assim que a vêem clubes como Real Madrid, Atlético de Madrid, Arsenal, Manchester United, Juventus, Inter, Milan, Bayern de Munique... entre as doze equipas que este ano estiveram presentes.

Nisso Vieira tem razão. Este tipo de participação é fundamental na elevação da marca Benfica. Podemos até pôr em causa o início de pré-época longe do país e que pode ser desgastante para jogadores mas que dá outro patamar ao clube isso dá. Para além do dinheiro que o Benfica encaixa com a participação. E isso leva-me ao segundo ponto...



Público nos EUA

Os 3 jogos que o Benfica realizou na ICC tiveram mais de 55 mil espectadores em conjunto, uma média de perto de 18 mil e 500 espectadores. Uns poderão dizer que em termos médios fica aquém de jogos como os do Real Madrid ou Manchester United. Outros também poderão dizer que as médias da ICC têm diminuído ao longo dos anos. A verdade é esta: ver um jogo com o Milan em solo americano, com mais de 27 mil espectadores nas bancadas e tendo praticamente o estádio vestido de encarnado do Benfica, é caso para dizer: nisso Luís Filipe Vieira tinha razão. 

A internacionalização das casas do Benfica, especialmente nos EUA é uma realidade. Dá um orgulho imenso verificar um estádio americano com mais de 27 mil pessoas e grande parte delas ser do Benfica. É um orgulho para o Benfica e para Portugal. Casas Benfica 2.0 é o futuro. O Projecto da Casa do Benfica de Santarém é um dos muitos que me parecem mais uma grande aposta do clube. E que será sem dúvida uma aposta ganha. É isto que une os benfiquistas. LFV é muito criticado por isto, por controlar as casas do Benfica e com isso os votos. Eu pergunto: as casas do Benfica não são uma extensão do clube? Não são elas que divulgam e dão grandeza ao clube? Ou é só o pessoal de Lisboa que pode ir aos jogos todos os fins-de-semana? Notável aquilo que se viu nos estádios nos EUA.



Félix e os (ainda) 126M€

Afinal João Félix saiu barato. Esta é a nova moda depois do jogo que fez de pré-época contra o Real Madrid. Não sei como será o resto da temporada e o resto da carreira de João Félix, aquilo que parece ser verdade é que todos os que estão no Atlético estão ao lado dele e prontos a ajudar na sua evolução. Será tremendamente importante que esse apoio se mantenha para o João ter a estabilidade necessária para crescer e tornar-se num dos melhores do Mundo. Quando terminar este contrato terá 25 anos, é uma loucura pensar o que poderá ser nessa altura. Todos olham para Mbappé como o sucessor natural de Messi e Ronaldo na conquista dos troféus de melhor do Mundo, eu cá não excluiria João Félix como potencial candidato daqui a 2 anos.

Luís Filipe Vieira é que tinha razão em dar 12M€ ao Jorge Mendes para com isso aumentar para 120M€ a cláusula de rescisão. Na altura foi chamada de cláusula estratosférica, daquelas que serviriam apenas para proteger a saída do jogador por valores baixos. Afinal, não só conseguiu esse valor na transferência como ainda há quem o critique por ter deixado sair por pouco. Só o futuro o dirá, mas aquilo que João Félix veio fazer é abrir uma nova porta de negociações. Como diria o Futre: acabaram-se os saldos. Fala-se muito sobre as saídas dos jovens por tuta e meia, mas a verdade é que o ano passado todos davam Rúben Dias como certo fora do Benfica. E ele cá está e com cláusula a rondar os 90M€. Gedson ao que tudo indica não saiu por 30M€ porque o clube não quis. Florentino e Ferro terão cláusulas a rondar os 120M€ e Tiago Dantas parece-me outro que no final desta temporada andará com cláusula por essa ordem, com a diferença que este, assim como Rúben Dias, não me parece ter pressa em sair do clube como o João tinha.


Atletismo

O Benfica sagrou-se pela nona vez consecutiva campeão nacional de pista (ar livre) em masculinos. É o trigésimo primeiro (31º) título da história do clube. Este ano com a particularidade de vários dirigentes do clube terem vindo a público criticar as decisões de alguns juízes das provas. As principais queixas prendem-se por erros de avaliação em nulos de algumas provas, como por exemplo o triplo salto, ou na marcha. O Benfica chegou mesmo a colocar várias câmaras durante a prova de marcha e apresentar os vídeos à organização, acusando o atleta do Sporting de corrida em várias situações. Essas acusações foram desvalorizadas, tendo sido afirmado que eram apreciações subjectivas. Não vi as imagens mas nisso não posso deixar de concordar com Ana Oliveira: "Ou é nulo ou não é nulo, ou é linha ou não é linha, ou marcha ou corre.". Não pode haver subjectividade nestas decisões. Foram mostradas várias imagens em que o atleta do Sporting tem os dois pés no ar durante a prova de marcha.

Seja como for, parabéns aos atletas do Benfica por mais um título nacional de pista. E parabéns às atletas do Benfica pelo vice-campeonato, pelas contas do BdC é mais um título para o Benfica. 

Um destaque especial para a marca de Pedro Pichardo com 17,22 m deixando Nelson Évora a mais de 1 metro de distância (15,99m). Nelson referiu que as sensações que a prova lhe deu foi que estava pronto para mais um ano a saltar acima dos 17 metros. 
Até nisto LFV e esta direcção acertou, pagar um ordenado milionário a um atleta em declínio absoluto e que não soube respeitar o clube que o acolheu era totalmente desajustado.


Post Script - Luís Filipe Vieira

Para os mais sensíveis em relação a Luís Filipe Vieira, as referências finais sobre Luís Filipe Vieira em cada ponto não passam de meras ironias/brincadeiras, com algum toque de realidade mas este está longe de ser uma publicação de campanha de Luís Filipe Vieira. 

Brincadeirinha, está certo?