Siga-nos no Facebook

sábado, 3 de agosto de 2019

Faz como o Sá Pinto antes de ser expulso do avião e descontraidamente escolhe o teu 11 da Supertaça...

(fig1) 11 provável de Bruno Lage (fig2) O meu 11

Será extremamente importante entrarmos com o pé direito na época 2019/20 e para isso acontecer, nada melhor que um troféu conquistado no primeiro jogo oficial.

Eu confio muito na nossa equipa técnica assim como tenho a certeza de que temos o melhor plantel em Portugal, no entanto tudo isto, não é sinónimo de conquistas sem que lutemos por elas.

No que diz respeito à supertaça penso que Vlachodimos, Rúben Dias, Ferro, Grimaldo, Gabriel, Pizzi, Rafa e Seferovic terão lugar +- "cativo" neste primeiro 11 oficial.

Algumas dúvidas...

Defesa direito: André Almeida, Nuno Tavares ou Ebuehi?
Penso que aqui a opção recairá sobre Nuno Tavares, que embora adaptado, tem um ritmo competitivo que nenhum dos restantes tem. André Almeida não tem minutos nesta pré época e Ebuehi vem de uma paragem prolongada e embora com alguns minutos, não estará nas condições ideais para um jogo deste calibre.

Corredor central: Fejsa, Gabriel, Samaris ou Florentino?
Acho que Fejsa estará mais fora do que dentro do Benfica, embora tenham surgido algumas notícias de que Bruno Lage conta com o jogador.
Samaris parece não ter ainda os melhores índices físicos, pelo que estranharia que a dupla não fosse Florentino/Gabriel.

Médio esquerdo: Rafa ou Caio?
Ambos tem jogado bastante nesta pré época, mas penso que o lugar estará reservado ao Rafa. O Caio parece-me um jogador interessante para agitar o jogo vindo do banco.

Frente de ataque: Jogamos com um terceiro médio (Chiquinho, Taarabt), um avançado (Jota, Rafa) ou dois pontas de lança (Seferovic, RDT, Vinícius)?

Aqui reside a minha grande dúvida.
Fui vendo e lendo algumas opiniões sobre a dupla Seferovic/RDT e grande parte delas é elogiosa. A mim, sinceramente ainda não me convenceu.
Os minutos que os vi jogar juntos, vi-os a pisar e a atacar em demasia os mesmos espaços. Vi também enorme espaço concedido pelos nossos adversários entre a linhas, que é provocado essencialmente pelas nossas movimentações e procura permanente da profundidade e que foi constantemente desaproveitado pela ausência de alguém aí a pedir bola (algo que o João Félix fazia como ninguém).
Eu sei que os grandes jogadores adaptam-se, mas para mim não é líquido que Seferovic e RDT se consigam complementar ou que atualmente sejam a melhor opção.

Neste sentido, eu optaria pelo Jota que é talhado para grandes jogos e está com a moral em alta. Não descarto também a opção por Taarabt.

Falando no jogo propriamente dito e dando numa de treinador de bancada, que jogadores e sistema táctico adotavam? 442, 4231, outro?

Em termos de organização defensiva?
Acho que poderemos jogar com a defesa subida, embora com rotinas limitadas de inicio de época e com cuidados redobrados ao lado direito deles, nomeadamente à rapidez de Raphinha que tem alguma facilidade em explorar a linha de fora de jogo. Ainda assim e embora todos os riscos, penso que jogar com a equipa subida nos trará mais vantagens do que desvantagens neste jogo... Facilitar-nos-á de forma clara a pressão colectiva ao portador e consequente recuperação rápida da posse que Lage tanto gosta mas com menos desgaste... além disso podemos condicionar a saída de bola do Sporting, que é essencialmente canalizada pelo Mathieu, sendo o jogador com melhor qualidade nesse momento especifico.

Estrategicamente, que abordagem teriam ao jogo?

Entrada forte, a pressionar a campo inteiro e a tentar marcar cedo? Ou entrar a controlar o jogo e o ritmo, de forma mais cautelosa, pelo facto de ser o primeiro jogo oficial e podermos pagar mais tarde a fatura física de uma entrada forte?

Optavam por vigiar/marcar o Bruno Fernandes individualmente?
Se sim, quem colocavam na missão?
Eu sinceramente optava por só vigiar de perto Bruno Fernandes em zonas de criação e finalização, tendo como foco e objectivo que não recebesse bola ou virasse de frente para o jogo (momento no qual vejo BF mais perigoso). Ah e para mim é óbvio que devemos evitar sempre cometer faltas próximas da nossa área, para mais neste jogo em particular, com o adversário a ter jogadores como Bruno Fernandes ou Mathieu que podem fazer a diferença nesse tipo de lances... olho nisso!

E debilidades?
Quais acham ser a maiores debilidades do Sporting?
Para mim, grande parte delas residem no sector defensivo. Os centrais ambos são muito bons a ler o jogo de frente (Mathieu e Coates), mas são lentos no primeiro momento de reação, assim como têm algumas dificuldades a virar e controlar a profundidade adversária.
Nas laterais, acho que devemos explorar com insistência o lado direito deles que será ocupado pelo miúdo Correia inexperiente nestas andanças.

Devemos e podemos explorar também a fragilidade emocional do Acuña neste tipo de jogos (se jogar). 

Também acho muito importante alertar os nossos jogadores para a ratice adversária (algo que nos falta)... onde o Sporting tenta sempre ser melhor e brilhar que os demais!
Seja em penaltis, puxões, simulações, pressão ao árbitro e protestos constantes, eles são realmente muito bons, pelo que teremos que estar atentos e ser inteligentes nas abordagens aos lances.

O meu prognóstico: Benfica 2-0 Sporting