Siga-nos no Facebook

domingo, 18 de agosto de 2019

Veríssimo: Erros graves com influência no resultado

Eu não faço a mínima ideia de como são escolhidos os árbitro para envergarem as insígnias da FIFA, tenho para mim que terá a ver com a qualidade das duas arbitragens, não poderá ser de outra forma. E espero, e acredito, que seja a própria FIFA a observar e a avaliar as arbitragens dos futuros, e actuais, árbitros internacionais.

Eu vejo a arbitragem e a sua gestão técnica e física como um treinador vê a sua equipa. Um jogador que passa uma época inteira a cometer erros atrás de erros, vai para o banco e na época seguinte ou é transferido ou começa no banco. Na arbitragem eu penso que um árbitro que cometa demasiado erros graves com influência directa no jogo e no resultado teria de ser penalizado por isso. E só há uma forma de penalizar um árbitro... Indo para o banco! Como? Indo apitar jogos da segunda liga até que mostre que está preparado para assumir a titularidade e voltar a apitar jogos da primeira liga. Nesta volta à primeira liga, nunca poderiam apitar jogos dos três grandes nos primeiros três jogos.

O que acontece com o Veríssimo é algo que merecia explicações do CA. Depois dos erros gravíssimos que cometeu a época passada, volta esta época mantendo as insígnias da FIFA e apitando os grandes logo à segunda jornada... Resultado? Dois erros graves com influência do jogo e no resultado, sendo que no segundo lance ainda teve a oportunidade de rever o lance e mesmo assim cometeu um erros grave.



Como podem ver, este lance do Rafa é claríssimo, mas mesmo que tivesse dúvidas, penso que os árbitro devem fazer como os auxiliares fazem... Neste caso apitavam e esperavam que o VAR confirmasse ou não a decisão. E ainda tinham a possibilidade de irem rever o lance em câmara lenta e em vários lances.







No segundo lance não existe qualquer fora-de-jogo de Seferovic. Como podem ver na imagem e no video, em momento algum ele condiciona o corte do defesa. O defesa do Belenenses está completamente sozinho, sem ninguém a estorvar a sua acção, depois coloca a bola nos pés de Pizzi e aqui começa uma nova jogada sem qualquer irregularidade.

Este é um erro muito grave e inaceitável para um internacional, pois teve a oportunidade de ver o lance em câmara lenta e de vários ângulos e mesmo assim decidiu mal.


Vou também eu aceder ao pedido do meu treinador e não olhar para os erros como intencionais ou como uma estratégia concertada para nos prejudicar, o que não invalida que não os critique, mas principalmente aqueles que estão à frente do CA e que deveria pugnar por uma arbitragem profissional, competente, com critério bem definidos e sem medos ou receios de analisar e admitir os erros dos árbitro.



Começou agora a época e o Veríssimo já coleciona dois erros graves num só jogo. Veremos o que lhe acontecerá no futuro, tendo a consciência que lhe deve ser dada uma nova oportunidade e não ficar de fora na próxima jornada mas se os erros se mantiverem, veremos como actuará o CA...






No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista