Siga-nos no Facebook

domingo, 8 de dezembro de 2019

Rogério Pipi 1922-2019

Faleceu hoje Rogério Pipi, após fazer 97 anos este sábado.



Foram mais de 300 jogos nos anos 40 e 50, com um total de 204 golos... destacando-se os 15 só em finais da Taça de Portugal (ainda hoje e possivelmente para sempre... recorde).


Referência de outros tempos em que o profissionalismo ainda não tinha chegado: "Fui vendedor a vida toda. Ganhei muito dinheiro. Por cada furgoneta que vendia, ganhava um conto e quinhentos. Um dia, o José Luís Vicente, ali da Rua Morais Soares, comprou-me dez furgonetas. Ganhei um dinheirão! Depois veio o Otto Glória. Nunca tive nenhum atrito com ele, até desejou que ficasse. Mas o tipo quis profissionalizar toda a gente, dois treinos por dia e tal, a ganhar uma bagatela. Ora bem, ganhava mais como vendedor num dia do que o Benfica me pagava num mês. Por isso, saí e fui para o Oriental"


Destaca-se no seu currículo de títulos a conquista da Taça Latina. A 1ª competição internacional ganha por uma equipa portuguesa, entretanto des-oficializada pela FIFA.


Sobre a final da Taça Latina e a vitoria do Benfica: 
Em 11 de junho de 1950, o Estádio Nacional recebe a grande final entre Benfica e Bordeaux. O campeão português jogou com: José Bastos, Félix, Jacinto Marques, Joaquim Fernandes, José da Costa, Rogério Pipi, Francisco Moreira, Corona, Arsênio, Julinho e Pascoal. Julinho e Corona abriram 2 a 0 para o Benfica. Doye (duas vezes) e Persillon viraram para os franceses. Pascoal marcou o 3º do Benfica e deixou tudo igual. A partida foi a prolongamento, que tinha o “golo de ouro”, porém o empate persistiu.
O título foi decidido num segundo jogo, uma semana depois, no dia 18, diante de quase 30 mil adeptos. Logo aos nove minutos, Kargu colocou os Girondins em vantagem. Quando tudo parecia perdido, Arsênio empatou em cima da hora, aos 45 do segundo tempo. Depois de 120 minutos, o empate persistia. Recorreu-se, então, a novo prolongamento. E haja emoção! Julinho, depois de 143 minutos jogados, balança as redes e sacramenta o primeiro título internacional do nosso Glorioso Sport Lisboa e Benfica. José Bastos, Joaquim Fernandes, Félix, Jacinto Marques, José da Costa, Rosário, Rogério Pipi, Francisco Moreira, Corona, Julinho e Arsênio foi a formação campeã.


Este triunfo do Benfica constituiu a primeira vitória de um grupo português numa competição internacional... e, até hoje, esta é a partida mais longa já disputada em solo português.


O Benfica reagiu oficialmente através de um comunicado no site do clube, assinado pelo seu presidente.
"Foi com profunda tristeza e pesar que o Sport Lisboa e Benfica e os seus milhões de Sócios, adeptos e simpatizantes tomaram conhecimento do muito triste falecimento de um dos maiores símbolos do nosso clube, Rogério Carvalho (Pipi).
Uma das Glórias que ficarão para sempre na nossa História e na memória de quem durante as décadas de 1940 e 1950 teve o privilégio de assistir às exibições de sonho daquele que é um dos nossos maiores goleadores de sempre e recordista de golos em finais da Taça de Portugal, em que durante 13 épocas no nosso Clube conquistou 10 troféus, com destaque para a Histórica Taça Latina.
Em meu nome pessoal e de todos os Órgãos Sociais do Sport Lisboa e Benfica, apresentamos à família e a todos os seus amigos as mais sentidas e comovidas condolências, por um de nós, que para sempre ficará imortalizado na História e no coração de todos os Benfiquistas."



Que o Benfica enquanto instituição e os benfiquistas enquanto pessoas consigam dignificar as glórias do passado é o meu desejo.


No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista