Campeões Nacionais 2014/2015

Campeões Nacionais 2014/2015

Siga-nos no Facebook

terça-feira, 10 de maio de 2016

Três para o tri...



Portugal 10 de Maio de 2016

Apesar da notícia do momento seja a transferência de Renato Sanches para o Bayern, vou recuperar o que escrevi no texto anterior, “Notas e decisões”, até porque desta vez “acertei”:
. Com a vitória do SCP e com a extraordinária moral que deu à equipa, assume contornos dramáticos o jogo contra o Marítimo, com a particular agravante que o SCP joga primeiro e pode colocar pressão no Benfica. De facto, com 5 pontos acima da linha de água, e com o SCP a jogar moralizado, não estou a ver o Setúbal a tirar-lhes pontos.
De facto o SCP ganhou de goleada e o Benfica sofreu para trazer os três pontos da Madeira, o único resultado que nos permite continuar a acalentar esperanças de conquistar o tricampeonato, 39 anos depois do último.
As dificuldades do Benfica foram mais ou menos as esperadas, pois quase todas as equipas que temos defrontado apresentam-se fechadas atrás (o tal “bloco baixo” que ouvimos falar) convidando o Benfica a pressionar alto de forma a poderem explorar o contra ataque. Como resultado disto, conseguimos criar várias situações de golo, ao contrário dos adversários que se ficam por uma ou no máximo duas por jogo.
A curiosidade desta última vitória é que pela primeira vez esta época, foi expulso um dos nossos jogadores, mal expulso devido a um primeiro cartão amarelo que na realidade era penalty e não simulação. Aliás continuo a não compreender a passividade do Benfica na defesa dos seus jogadores, pois esse lance em questão de facto foi uma rasteira, mas mesmo que o árbitro tivesse dúvidas, seria sempre considerado como tentativa de rasteira, e como tal daria lugar a um livre directo. Que dentro da área era penalty.
Para além deste erro grosseiro de arbitragem que podia ter condicionado o resultado final, a outra curiosidade que registo é que não li em nenhum órgão de comunicação social, darem destaque à expulsão relacionando-a com o presidente do SCP que andou meses a dizer que o Benfica era beneficiado por não ter jogadores expulsos. Bem pelo contrário: em vez disto, a generalidade da comunicação social apontou “baterias” para Renato, apontando-lhe culpas na expulsão. Critério diferente tiveram com Adrien Silva e o amarelo que o impede de jogar em Braga. Qual a diferença entre o cartão mal mostrado a Adrien e o cartão mal mostrado a Renato? Sim, há uma: um é do SCP e outro do Benfica.
Para quem continua a duvidar da tendência sportinguista da comunicação social, em particular a lisboeta (a do Porto vai pelo FCP, e como se sabe o FCP defende a vitória do SCP no campeonato) este exemplo devia fazer repensar. É que para branquear mais um penalty tirado ao Benfica, não se importam de “crucificar” um jovem talento de 18 anos...
Curiosidade também para os 11 golos que o Setúbal sofreu do SCP, o que pode parecer normal para certas pessoas, mas que para mim tem o seu quê de estranho. O SCP tem 75 golos marcados. O Setúbal contribuiu com 14,7% desse pecúlio, e os restantes 16 adversários do SCP contribuíram com 85,3%! Ou seja, a média de golos sofridos pelos outros clubes é de 5,3%, mas o Setúbal sofreu quase 3 vezes mais! Algo não bate certo e a explicação pode ser que certos clubes facilitam para alguns, com tácticas “atrevidas” que propiciam o jogo de “peito aberto”, deixando que depois a diferença de qualidade entre jogadores faça a diferença. Não posso afiançar que foi o caso do Setúbal, mas que é estranho, é!
Claro que a noticia que o Benfica contratou um jogador ao Setúbal, que foi formado no Benfica (!?) neste contexto em que Setúbal facilitou para o SCP (11-0) mas complicou para o Benfica (6-3 nos dois jogos), é anedótica e mais do mesmo: Vieira paga por um jogador que não vai ter hipóteses, porque a equipa do Benfica tem crescido qualitativamente e no final o Setúbal agradece-lhe o dinheiro investido, apesar de no futebol jogado, estarem mais ao lado dos interesses do SCP. Não é à toa que Vieira é bem referenciado pela maior parte dos clubes, porque já comprou “descartáveis” a quase todos eles nestes 15 anos que leva à frente do futebol do Benfica, como gestor e como presidente.
E bom, falta um jogo, três pontos para sermos campeões. Será mais um jogo difícil onde para além das dificuldades colocadas pelo adversário, poderemos ter como adversário principal, nós mesmos: a ansiedade, o nervosismo, o querer fazer bem e depressa, eventualmente conjugado com golos do rival SCP em Braga poderá complicar. Contudo penso que o Braga irá ensaiar a táctica para a final da Taça e com tal, não espero vida fácil para o SCP.
Que não nos aconteça como ao Ajax. Nem quero pensar...

1 comentário:

  1. Camarada, essa de ..." o Benfica sofreu para trazer os três pontos...", não percebi mesmo nada : sofreu o Benfica ou sofreste tu ? Ou então não estàs a falar do Marîtimo 0-Benfica 2 , jogado no passado Domingo. Não ???

    ResponderEliminar

AMIGO/A VISITANTE

Não comente como ANÓNIMO porque pode haver quem deseje responder-lhe e assim continuar o diálogo.

Clique em NOME/URL e escreva o seu, ou um nome, ou um nik, não necessitando de escrever nada no 2.º rectângulo, deixando-o em branco.
A seguir clique em ... continuar e... comente.

Volte sempre. Obrigado