Siga-nos no Facebook

quinta-feira, 9 de abril de 2020

Rui Pinto em prisão domiciliária

 
"Rui Pinto, criador do Football Leaks e autor das revelações do Luanda Leaks, apresenta “agora um sentido crítico e uma disponibilidade para colaborar com a justiça”, segundo o despacho judicial que determinou a alteração da medida de coação."
 
É com esta introdução que a tribuna do Expresso inicia a noticia sobre a libertação de RP, o "hacker do Benfica" lol!
Quando finalmente RP revelou disponibilidade para colaborar… a justiça alterou a medida de coação!
 
MST, um idiota que afirma do alto da sua idiotice que RP tem "disquetes", (como esta gente tem direito a dar opinião em publico nunca deixa de me deixar abismado)… conclui que há quem nem vá dormir! Concordo… Vai ser bonito ver os Anibais e Marques da praça a virar o bico ao prego…
 
No 1º dia após esta informação é interessante notar que jornais que faziam capas e capas com RP não destinam mais do que um canto á sua "libertação".
 
Da nossa parte, como benfiquistas, mantem-se a opinião… O Benfica deve estar tranquilo, se 10 anos de emails na sala secreta do dragão resultaram numa mão cheia de nada… ficamos á espera das próximas divulgações… que vão de certeza acontecer!
 
Nunca "o melhor está para vir" me pareceu tão adequado.
 
No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista

segunda-feira, 6 de abril de 2020

Layoff no Benfica?

Não é um tema para o qual tenha uma opinião definitiva ou com certeza absoluta.
Assim, sem ser uma resposta, vou pegar em alguns pontos que o Rui Dias abordou no texto dele (link) apenas para referência.
 
A favor
O facto de uma empresa ter dinheiro em caixa ou ter lucros não pode em momento algum ser factor decisivo, ou sequer ponderável, no recorrer ou não ao layoff… senão estaríamos a dizer que um evento inesperado e imprevisível como este só beneficia quem não tem uma gestão responsável ao longo dos anos! Nem vou sequer entrar na argumentação que o valor que existia á data x pode ter sido investido em algo… Então... eu faço uma boa gestão do meu dinheiro, acontece um black swan event e o Estado em 1º lugar preocupa-se em garantir quem já está perto da falência e não quem está saudável? Já não chegam os perdões dos bancos ao sporting? Já não chega o fair play financeiro ser adiado? Quem cumpre é sempre prejudicado? Não faz sentido!
 
Veja-se no mundo do futebol como todos os clubes estão a recorrer a layoffs ou despedimentos… Porque é que o Benfica, podendo, não deve aproveitar? O Benfica tem dividas ás SS ou ás finanças? Então deverá ser tratado como o excelente contribuinte que é!
 
O Rui faz ainda um comentário sobre as transferências e os salários… e de que, este vírus veio mostrar que o futebol é uma farsa. Para mim é uma conclusão não suportada na prática! Os clubes (vale para todos) vivem com determinado orçamento de receitas… se por um motivo alheio a toda a "industria" futebol essas receitas caem para perto de 0... não se pode concluir nada relativamente a tempos normais! Como não se pode concluir relativamente á padaria ou ao talho que tiveram de fechar neste momento. O exemplo foi o ATL... ora se o ATL gasta 500M é porque prevê receitas que cubram esse valor… ora, se essas receitas desaparecem culpa de "ninguém"...
 
Outro argumento que tenho lido é que é injusto os jogadores irem para layoff porque recebem muito… ora, segundo julgo saber (corrijam-me se estiver errado), o ordenado em layoff tem um valor máximo relativamente baixo (para jogadores do Benfica). E fundamental… Os jogadores não pagam quase 50% do seu ordenado em impostos? O Benfica não paga a SS desses jogadores, que em valor absoluto será um valor que garante muito mais dinheiro do que retira? Como disse JJ... o ordenado dessa malta do futebol garante muitos subsídios de desemprego.
 
Até aqui, completamente a favor do layoff.
 
Contra
O Benfica tem boas contas e pode nesta fase acrescentar mais uma vantagem competitiva relativamente a outros clubes… um clube que, independentemente das dificuldades, cumpre com as suas obrigações com os seus profissionais! (Havia de ser bonita uma situação destas em 2001!)
 
Neste sentido e como conclusão o Benfica só deverá, na minha opinião, utilizar o layoff numa solução coletiva com os restantes clubes… se for para cada um tomar essa opção por si… o Benfica deverá ser o ultimo dos últimos… já os rivais estão a abrir falência e o Benfica ainda terá dinheiro para pagar!
 
Os estúpidos
Os estúpidos não permitem que a realidade se intrometa na narrativa deles… Como eles acham que tudo no Benfica está mal conseguem simultaneamente clamar e defender o layoff porque os clubes portugueses têm muitas dividas apenas para confirmar o próprio pressuposto que o "milagre das contas" é falso… tudo ao mesmo tempo que dizem que 1M de oferta para o SNS não é nada! Por um lado reconhecem que quase todos os clubes estão a recorrer a cortes e que não vai ser fácil manter as coisas assim durante muito mais tempo… por outro mesmo se o Benfica consegue pagar as contas são marteladas.
 
Há uns anos, ainda comentava no Artista do dia (chegou a ser um blog interessante) e quando os lagartos vinham com a conversa do mendilhões só lhes respondia: ok, mas há um momento que que o dinheiro que vocês dizem que é mendilhões vai faltar para fazer pagamentos á sra da limpeza e ao tratador da relva! Chegou esse momento… e o que se vê? O Benfica continua a pagar! O Benfica faz doações em géneros e em dinheiro!
  
Mas estúpidos hão-de sempre ser estúpidos… e há estúpidos de todas as cores.
 
No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista

sábado, 4 de abril de 2020

Nunca se é campeão só...


 
Sempre fomos apelidados de eternamente insatisfeitos num mundo de dinheiros, injustiças, influências, modas, consumos em massa e contas bancárias que definem status. Mas o dia chegou... chegou o dia em que nada disso conta, o dia em que estamos todos no mesmíssimo barco e a insignificância de cada um de nós, só faz sentido a trabalhar em conjunto de modo a ser realmente relevante no resultado final.

Mundo este ao contrário... onde se morre por um contacto, por um abraço ou um beijo. Vivemos na realidade um momento único, onde todos lutam pela vida, onde o papel virou acção e a acção passou da ficção para a vida real.

Não podemos deixar que este momento passe em claro. É necessário responsabilidade, retirar ilações, e perceber que todos sem excepção são de osso e carne e vulneráveis ao facto inerente de cá andar.

A partir de hoje, a nossa forma de estar, representa muito do que podemos vir a ser ou deixar de ser. E como ser ou não ser, será sempre uma questão, enquanto escrevo sei que sou, amanhã, nenhum de nós saberá.

Espero sinceramente que este momento triste signifique um marco histórico na mudança de mentalidades, pois está claro que a nossa vulnerabilidade não tem classe social, não tem nacionalidade, muito menos cor ou clube de futebol.

Amanhã, haja o que houver, espero que o mundo jamais seja igual, jamais seja pior...

Abraço a todos, cuidem-se e fiquem em casa.

sexta-feira, 3 de abril de 2020

quinta-feira, 2 de abril de 2020

Pensamento da tarde

O Benfica através da sua fundação ajudou financeiramente e materialmente…
 
 
Os jogadores do Benfica ajudaram com uma "vaquinha"...
 
 
Alguém sabe de alguma ajuda de um clube que se auto identifica como representante de uma "região" sendo que essa região é, a nível de infetados detetados, a mais afetada do pais?
 

No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista

Pensamento da manhã

O Benfica faz-nos muita falta a todos!
 
Nestes tempos sem Benfica alguns de nós ficam sem uma grande referência naquilo que é a sua vida diária.
Outros, sem LFV para criticar, sem Bruno Lage e Pizzi para insultar… desaparecem pois não sabem o que dizer pois não sabem contra o quê devem estar contra. É assim quando não há ideias próprias e o caminho que escolhem é "se X disse/fez sou contra".
 
No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista

quarta-feira, 1 de abril de 2020

Curtas: Um Mundo Novo

Continuamos na missão de tentar manter a serenidade e a sanidade nestes tempos difíceis para muitos de nós.
Vou colocar três pontos para debate, um que ultimamente vimos aparecer nos comentários que temos feito mas também dois que tenho visto por essa comunicação social.

1 - Lay-off simplicado

Tem sido muito falado na comunicação social e o Chakra mencionou essa possibilidade, e até desejo, que o Benfica utilize esse mecanismo.

Primeiro que tudo o que é o regime lay-off e que com a pandemia o Governo facilitou no seu requerimento.


Eu já dei a minha opinião num comentário numa publicação anterior mas vou reforçá-la aqui na forma de pequeno post. É para mim inconcebível que uma empresa, e estou apenas a falar do futebol profissional, ou seja da Benfica SAD, possa ter mais de 100M€ em lucros no final do ano passado e peça ajuda ao Estado Português para pagar salários. Neste momento as empresas, sem o regime de lay-off já podem pagar os seus impostos apenas no final do próximo trimestre, assim como o pagamento da segurança social. Ou seja, uma parte dos encargos já estão adiados para haver maior liquidez neste momento. Não faço ideia que tipo de soluções sairão hoje das reuniões entre a UEFA e as Federações dos Países, não faço ideia de qual será a decisão global no nosso futebol português no que toca ao pagamento de salários, se haverá ou não uma decisão concertada. Mas há uma coisa que sei, se a decisão for feita individualmente, fica já assente que esta direcção perderá votos se decidir pelo pedido de lay-off. 

Ainda há poucos dias estava a escrever uma carta conjunta dos pais da sala da minha criança de 3 anos em que dizia que estando todos cientes dos problemas que vamos todos atravessar, esta é a altura da sociedade trabalhar em conjunto e isso passa por cada parte dela saber assumir as suas responsabilidades. "Não estamos dispostos a pagar uma mensalidade de um serviço que não nos é prestado para a empresa simplesmente ter lucro". Está na hora de todos pagarmos um pouco disto. Se é verdade que as empresas vão sofrer, também é verdade que todos nós vamos. 

A Benfica SAD tinha quase 100M€ em caixa no final de Dezembro. Se olharmos a custos com pessoal na ordem dos 100M€ (é menos que isso mas vamos arredondar por excesso), teremos que por mês a Benfica SAD gasta menos de 7M€. Como é que se pode justificar a um trabalhador, seja um jogador a ganhar o tecto salarial, seja à senhora da limpeza a ganhar perto do ordenado médio, que uma empresa que em Dezembro tinha o melhor resultado da história do futebol português em lucros, que no mês de Janeiro gastou 40M€ por dois jovens jogadores não tenha agora 40M€ para aguentar 6 meses de paragem na actividade? Como é que se justifica que uma empresa que muito provavelmente vai apresentar em Junho o melhor resultado da história do futebol português em lucros vá pedir um regime que na prática a faz pagar menos de 30% do salário dos trabalhadores, sendo o resto pago por todos os portugueses? 

Não é ético. Seria verdadeiramente vergonhoso. 

Se tivermos de cortar nos próximos contratos. Se tivermos de cortar nas próximas janelas de transferências. Se tivermos de cortar nas renovações de jogadores com contratos longos. Se tivermos de cortar nos salários dessas renovações. Se tivermos de a médio prazo cortar a folha salarial. Se tivermos de registar prejuízos no próximo ano. Tudo certo. É o preço do novo mundo. Agora, fazer o país pagar os ordenados a uma empresa que detém neste momento meios mais que suficientes para o fazer. Nunca estarei de acordo e irei corar de vergonha se for esse o caminho do meu clube.


2 - Cortes de salários noutros clubes do Mundo

São noticias que têm vindo a público e em catadupa. Juventus cortou. Barcelona cortou. Atlético Madrid cortou. Tottenham fala em cortar, assim como muitos outros.

É a demonstração clara que o futebol em termos financeiros é uma farsa. Este é o momento para a UEFA verdadeiramente olhar para isto e dizer basta. O fair-play financeiro é uma treta e deve ser encarado como tal. Como é que um clube que pagou 100M€ por Cristiano Ronaldo há um par de ano atrás, com lucro para o clube, ou um clube que pagou 120M€ por Griezmann ainda este Verão, ou um que pagou 126M€ por João Félix há menos de um ano atrás podem ficar menos de 1 mês parados e encetar o discurso de não ter dinheiro para pagar salários?

Isto é um absurdo tremendo e só significa uma coisa. Tem-se permitido muitas coisas aos clubes que neste momento têm de ser travadas. É inconcebível que um clube como o Atlético tenha 500M€ em custo com pessoal por ano se não tem capacidade financeira para estar 1 mês sem actividade e continuar a pagar salários. 

Está na hora do mundo do futebol abrir os olhos. Está na hora da UEFA intervir e não permitir mais isto. Se um clube que gera na ordem dos milhares de milhões de euros por ano em receitas não tem a capacidade de se auto sustentar por um mês ou dois sem actividade... Então não devem permitir que se mantenham com os gastos que têm. Simples.


3 - Transferências e a Comunicação Social

Isto só será um mundo novo para quem quiser que seja. Há pessoas que continuam a achar que a demagogia, a mentira e a contradição deve ser espalhada pelo mundo. Com o nosso principal rival literalmente a rezar para que lhe entreguem o título sem se jogar, continuamos a ver a teia espalhada na comunicação social a fazer questão de dar alimento aos que sofrem diariamente com isso.

Antes mesmo da pandemia se instalar, em Janeiro ouvia-se falar que Tottenham e Sevilha queriam muito o Zé Luís e o valor da transferência podia-se fazer por 20M€. Não se esqueçam, esta era a imprensa que criticava e estranhava a saída do RDT por 22M€ para o Espanhol, jogador de 24 anos que em Espanha já tinha mostrado que era um marcador ao ponto do seu valor de mercado rondar os 20M€ mas não achava estranho alguém pagar 20M€ por um jogador de 29 anos que 6 meses antes tinha custado 9,5M€ e que nada tinha feito no clube para a valorização de 100%.

A pandemia trouxe aquilo que o Nuno já mencionou numa outra publicação. A corrida por Alex Telles vai brava e o Barcelona ponderava avançar com 40M€ e ainda mandava um lateral qualquer como bónus. Isto por um jogador a 6 meses de ficar livre para assinar por outro clube. E isto num clube que acabou de aprovar uma redução massiva dos salários dos seus jogadores. O Messi deve adorar a noticia de para onde vai o seu dinheiro. 

Depois voltou à carga o Soares. Em Janeiro a Roma ponderava dar 20M€. Agora já pensa leva-lo por 15M€. Isto por um jogador que vai fazer 30 anos na próxima época e que nas ultimas 5 épocas nunca marcou mais de 22 golos mesmo tendo jogado sempre mais de 34 jogos. E a proposta vem dum clube que está no epicentro da pandemia da Europa e que provavelmente prepara-se para cortar à séria nos salários dos seus jogadores. Kalinic e Dzeko que se cuidem. Vem mais um trintão a bordo!

Por fim a moda agora é o Diogo Leite. Um jovem central tão bom e promissor que já vai na terceira época como sénior sem singrar numa equipa do Porto em que até um tal de Mbemba já jogou a central. É um jovem tão promissor que ao que parece anda aí um leilão por ele ao ponto dos jornais falarem que a fasquia é a cláusula de rescisão de 40M€. Portanto o 4º central do Porto de 21 anos que nunca pegou como titular na equipa do Porto vale mais do que foi pago pelo Lindelof? Que era titular do Benfica campeão? Vale praticamente o mesmo que o Militão? Quanto vale então o 2º central do campeão nacional? Quanto vale o Ferro mesmo? 

Há mau jornalismo... e depois há feno. 


No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista

terça-feira, 31 de março de 2020

Covid 19: Solidariedade Benfiqusta

 so·li·da·ri·e·da·de
(solidário + -edade)
substantivo feminino
 
1. Qualidade do que é solidário.
2. Sentimento que leva alguém a tentar ajudar outro ou outros ou a compartilhar o seu infortúnio.

"solidariedade", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2020, https://dicionario.priberam.org/solidariedade [consultado em 31-03-2020].


Não sei qual é a opinião de cada um de vocês, mas na minha opinião… ninguém é obrigado a ser solidário. Ninguém! Desde que pague os impostos que lhe são cobrados… cada um já pagou a sua contribuição para a sociedade em que vive. Ponto. O CR não tem de ser solidário com ninguém… ele recebe o que lhe pagam pelo trabalho que faz e pelo rendimento que dá a quem lhe paga… quem diz CR, diz Messi, diz JM, diz Zé da esquina.
Só partindo desta logica se pode admirar a solidariedade… se a solidariedade fosse esperada ou exigível não era solidariedade, era outra coisa qualquer!
 
O Benfica, após pagar os seus impostos, após ser instituição de utilidade publica e assumir a responsabilidade de educar muitos jovens, após muitos e muitos após… abriu mão de proveitos seus, sobre os quais vai pagar impostos, de forma solidária! Pelo menos sobre a forma de material, sob a forma monetária e sob forma de ajuda direta a alimentação de idosos.
 
Depois disto ainda temos de levar com pessoas sem carater nenhum (que me abstenho de adjectivar por respeito ao Pedro Simões como dono do blog) a dizer: "Quase apetecia dizer que o azar dos ventiladores foi não serem representados por um qualquer agente “parceiro estratégico”! (…) Miséria humana .."
 
Nem digo que se poderia comparar com outros porque, como disse acima, ninguém tem de ser solidário…
 
Esta gente de mxxxx está a falar de quê? Aproveitar uma para mostrar o seu caracter baixo e reles? São os mesmos que porque o Benfica tem lucro dizem que o Benfica devia investir, ao mesmo tempo que se investe está a lavar dinheiro… mas isso até era "apenas" futebol…
 
Concordo… miséria humana.
 
 
No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista

segunda-feira, 30 de março de 2020

Covid 19: Desvalorização dos planteis

Isto está tudo muito parado… o Covid fechou-nos a todos!

O CIES (Observatório do Futebol) fez um estudo que determinou que devido ao Covid 19 irá existir uma perda de valor de 28% nas ligas top 5!

"The coronavirus pandemic is heavily impacting the football industry. Issue number 289 of the CIES Football Observatory Weekly Post presents the gaps in the players’ estimated transfer value in the event that no matches will be played and no contract will be extended until the end of June. As such, the total player transfer value at big-5 league level would decrease by 28%: from €32.7 to €23.4 billion."

Como aqui batemos imensas vezes… o ´negócio vale o que vale no momento! Não há cá "mas ele ia valorizar-se"! Normalmente porque pode acontecer uma lesão, uma baixa de forma… Felizmente LFV aprendeu isso com Nelson Oliveira (futuro melhor do mundo acabado em flop) e vendeu Félix no momento alto da sua valorização… e neste momento o nosso clube está completamente tranquilo financeiramente… permitindo até ajudas ao SNS.
Há para ai um clube que tinha de fazer 100M... segundo os jornais o Barcelona (que está a cortar 70% nos salários) está interessado em pagar 40M por um jogador desse clube a 1 ano do final do contrato!

"The extent of the decrease varies according to several factors such as the players’ age, contract duration, career path and recent performance."

Novamente… aqui defendemos as renovações e o investimento nessas mesmas renovações! Quem não tem contratos a acabar tão cedo? Quem tem jovens a surgir?

"ah e tal" e a OPA? Para mim continua a valer a opinião original "discordo da operação… a minha posição é e será que desde que o Benfica tenha 50%+1 acção é o que importa. " Link:
https://universobenfiquista.blogspot.com/2019/11/opa-benfica-sad.html,
no entanto sem o "apelo à teoria da conspiração... o auto retrato de grande educador dos benfiquistas… " link: https://universobenfiquista.blogspot.com/2019/12/a-saga-da-opa-continua.html

Saúde e Viva o Benfica

PS. Para que exista a dinâmica normal deste espaço vamos tentar fazer um post por dia mesmo que não tenha uma grande profundidade de conteúdo. 

No Facebook em https://www.facebook.com/universobenfiquista
No Twitter em https://twitter.com/UnivBenfiquista

sexta-feira, 27 de março de 2020

Competições Canceladas

Uma pequena actualização sobre as competições em Portugal e por esse mundo fora. 

Na Rússia há já uns dias soube-se que o campeonato de hóquei no gelo foi cancelado. Hoje soube-se que o campeonato de basquetebol foi cancelado também.

No mesmo dia surge também a decisão da Federação Portuguesa de Futebol de cancelar os campeonatos de formação:

"Em 10 de março de 2020 a Federação Portuguesa de Futebol determinou a suspensão de todas as provas nacionais dos escalões de formação de futebol e futsal entre 14 e 28 de março, quando foram confirmados 41 casos de infeção por coronavírus em Portugal.
Através do Decreto-Lei n.º 10-A/2020, de 13 de março, foi determinada a suspensão de atividades letivas e não letivas e formativas com presença de estudantes em estabelecimentos de ensino públicos, particulares e cooperativos e do setor social e solidário de educação pré-escolar, básica, secundária e superior e em equipamentos sociais de apoio à primeira infância ou deficiência.
Tal medida iniciou-se no dia 16 de março de 2020 e será reavaliada no próximo dia 9 de abril de 2020, podendo ser prorrogada após reavaliação.
O país encontra-se, atualmente, em Estado de Emergência, regime que irá vigorar até ao dia 2 de abril, prazo que, como é do conhecimento público, poderá vir a ser igualmente prorrogado.
Sendo bem provável que as medidas referidas nos pontos 3 e 4 sejam estendidas no tempo e que persiste uma ligação indissociável entre a Escola e o Desporto, entendeu a Federação Portuguesa de Futebol que a prioridade de pais, avós, filhos e netos deve ser, obviamente, a de se dedicarem à proteção uns dos outros e às exigências escolares, em nome do direito à proteção da saúde.
Por tudo o que antecede, deliberou a Direcção da Federação Portuguesa de Futebol, após auscultar os seus associados, que devem dar-se por concluídas as competições nacionais de todos os escalões de formação de futebol e futsal, masculinas e femininas, não resultando das mesmas qualquer efeito desportivo imediato.
Deste modo, não serão atribuídos títulos nas referidas competições nem aplicado o regime de subidas e descidas.
A complexidade da situação que resulta do estado de emergência vigente em Portugal conduziu a esta decisão da Federação Portuguesa de Futebol, em que é acompanhada pelas 22 Associações Distritais e Regionais que vão igualmente dar sem efeito as suas competições destinadas aos escalões de formação de futebol e futsal.
A decisão agora tomada visa proteger a população, especialmente os jovens e as crianças que amam o futebol, salvaguardando-os e a todos os seus familiares de perigos bem presentes. Desta forma, assegurar-se-á o valor primordial da saúde e o desenvolvimento desses jovens e crianças, em segurança e estabilidade possíveis.
Reconhecendo o inestimável papel dos clubes, enquanto formadores de jogadores de futebol, mas ainda de jovens e crianças, está a Federação Portuguesa de Futebol certa do seu apoio a esta medida excecional. Também eles, em segurança e estabilidade, estarão aptos a preparar da melhor forma possível a época 2020/21.
As restantes competições organizadas pela Federação Portuguesa de Futebol permanecem suspensas.
A situação provocada pela pandemia do Covid-19 continuará a ser monitorizada pelo grupo de emergência criado pelo Presidente da Federação Portuguesa de Futebol, que poderá rever - ampliando ou reduzindo - as medidas agora implementadas."
Futsal e futebol, masculinos e femininos. Todos os escalões de formação riscam este campeonato do mapa. Não há campeões, não há subidas e não há descidas.

Quanto aos seniores ainda nada foi decidido, ou seja, Campeonato de Portugal e Taça de Portugal continuam suspensos. 

De momento não vejo nenhuma real mudança para uma decisão desta natureza a não ser o simples facto de fazer com que os miúdos tivessem de jogar de 3 em 3 dias. Quanto ao futebol senior e futsal, ainda está para se decidir. O que me parece é que caso não haja conclusão do campeonato, o modelo de decisão está traçado. Ou seja, não há campeão, nem subidas ou descidas.