Siga-nos no Facebook

terça-feira, 10 de dezembro de 2019

Benfica 3 x 0 Zenit - Rescaldo


Nos últimos anos na Liga dos Campeões temos tido tempestades perfeitas, seja na famosa época dos zero pontos, de Rui Vitória, em que os jogos, os azares e as formas como perdemos, ou mesmo na época passada que foi decidida nos últimos cinco minutos dos jogos com o Ajax. Este ano voltou a acontecer. É caricato a forma como o Benfica sai de cena na Liga dos Campeões. Aqui no Universo Benfiquista não vamos branquear a campanha do Benfica na Europa, assim como também não vamos dramatizar. O Benfica teve uma participação abaixo daquilo que era possível e desejável. Este grupo foi aquilo mesmo que todos à partida pensavam. Um grupo muito competitivo, com o último classificado a ficar a 4 pontos do primeiro. Tinha falado que o Benfica tinha de fazer pelo menos 6 pontos para não ser uma competição completamente falhada, não aconteceu. E vamos ser ainda mais concretos? Para mim fica o jogo passado. Mesmo com todas as falhas ao longo desta Liga dos Campeões, com o Benfica a jogar com uma equipa de recurso todos os jogos à excepção deste último, com falhas redondas em Lyon e São Petersburg, a verdade é que não fosse o cérebro do Bruno Lage ter parado nos últimos 15 minutos em Leipzig e o Benfica tinha passado em primeiro lugar do grupo. Foram 15 minutos em que o Benfica tinha TUDO para segurar o 2-0 e acabou por não acontecer e relegar o Benfica para a Liga Europa. Mesmo que tivesse ganho apenas por 2-1 estava em segundo lugar do grupo com 10 pontos.

Olhando agora ao jogo desta tarde/noite, para mim, como já disse, foi a primeira vez que jogámos com a melhor equipa disponível. Na última jornada em Leipzig, mesmo jogando esta dupla de meio campo, acho que foi um jogo diferente com a equipa a jogar de forma diferente do habitual. E qual foi o resultado de jogarmos com a melhor equipa disponível? Vencemos de forma clara, tendo o Zenit criado apenas uma situação clara de golo já perto do fim num canto caído do nada (tempestade perfeita? tem essa bola entrado e..... obrigado Odysseas). Voltámos a jogar como no Bessa, personalizados, pressionantes, com muita posse de bola, com muita qualidade na frente e com um Pizzi que é de longe o melhor jogador a actuar em Portugal e de longe o melhor jogador do Benfica dos últimos anos. Eu sou parcial, sempre fui fã e sempre fui daqueles que defendia e defendo o Pizzi até às ultimas, mas ver este tipo de jogo deixa-me ainda mais feliz por ver muito benfiquista a ter de engolir tudo aquilo que diz sobre o Luís Miguel. Que jogão !!! São 16 golos e 9 assistências. E ainda só vamos em Dezembro. Se acabar assim a contagem (mau sinal para o Benfica seria), já é uma excelente época.

Não há muito mais a dizer sobre o jogo e sobre a nossa campanha na Liga dos Campeões. Infelizmente chega ao fim e fica um sabor amargo de que poderíamos ter continuado facilmente na competição. Seja pelas escolhas feitas ao longo da campanha, seja pelas decisões no jogo de Leipzig. Se há coisa que este ultimo jogo provou foi que tínhamos todas as condições para estar entre os melhores 16 deste ano. Na próxima segunda feira ficamos a saber qual o nosso adversário dos dezasseis-avos na Liga Europa, espero que o Bruno Lage a partir de agora assuma a postura do melhor onze possível para os jogos como fez neste último. Pontualmente aceito poupar um ou outro jogador, poupar meia equipa já não entendo.

Temos todas as condições, dependendo do sorteio, de chegar pelo menos às meias finais da competição.

Uma ultima palavra para os jogadores. Obrigado pela entrega e qualidade demonstrada. Ver o Taarabt ou o Pizzi aos 85 minutos a fazerem sprints para pressionar os defesas do Zenit, a vencer por 3-0, é demonstrativo de que os jogadores estão com a equipa e com os adeptos. Parabéns rapazes ! Excelente jogo !


Nota final 

Parabéns à nossa equipa de Voleibol que mais uma vez fez história. Venceu em casa por 3-1 a equipa com quem possivelmente irá discutir o segundo lugar do grupo. Aquele terceiro set perdido poderá ser importante, mas para agora fica uma vitória histórica do clube. A primeira de sempre do nosso clube na fase de grupos da Liga dos Campeões. No dia 17 iremos receber o Tours que é o ultimo classificado do grupo, 3-0 é fundamental para continuar a acreditar numa passagem inédita. Destaque para o facto de termos jogado hoje, dia 10 de Dezembro e termos dupla jornada no fim de semana para o campeonato, 14 e 15 de Dezembro e depois recebermos a jornada da Liga dos Campeões dia 17. É obra. Parabéns rapazes!