Siga-nos no Facebook

terça-feira, 12 de novembro de 2019

Crónicas de um Primeiro Terço de Campeonato Falhado - Análise ao Futebol do Benfica



Aproveitando a paragem do campeonato, mais uma, para compromissos de selecção, pensei em fazer um apanhado do que até agora foi a prestação da nossa equipa na modalidade que mais interessa aos adeptos: o futebol. Espero em breve também fazer um apanhado de tudo aquilo que se passa nas modalidades "amadoras", mas isso fica para outra publicação.

De um modo geral, a ideia que se passa do momento actual do Benfica é que até ao agora tem sido uma má época. Alguém que nas últimas semanas ligasse a televisão ou lê-se algum meio de comunicação social em Portugal certamente ficaria com a impressão que este primeiro terço de época está a ser um desastre. As críticas são muitas e para todos os gostos, a época começou com a novela João Félix, passou pela derrota na Luz frente ao rival Porto, acabando na pouca eficiência da equipa na Liga dos Campeões. 

Se formos mais concretos podemos falar nas seguintes críticas:

 - Saída de João Félix sem o accionamento da cláusula de rescisão (direcção);
 - Não existência de reforços para o plantel (direcção);
 - Compra de jogadores sem qualidade para o plantel, entre esses nomes, Cadiz, Caio ou Chiquinho (direcção);
 - Compra de jogadores por valores excessivos, RDT ou Vinicius (direcção);
 - Falta de qualidade de jogo na maioria dos jogos (jogadores);
 - Falta de compromisso de muitos jogadores (jogadores);
 - Falta de qualidade nos reforços (direcção);
 - Pouca ambição na Champions (abrange todos);
 - Problemas no relvado (direcção/estrutura);
 - Problemas de lesões (estrutura/departamento médico);
 - Comunicação do treinador (treinador);

A minha opinião é sobejamente conhecida, embora não tenha tido grande oportunidade de publicar ou comentar de forma assídua devido a questões pessoais. Sou totalmente contra qualquer tipo de ataque que se faça aos profissionais do meu clube. E vai desde a direcção, administração da SAD, equipa técnica e jogadores. Todo e qualquer ataque que se faça na sua generalidade é apenas um exercício de má fé e julgamento moral sobre as pessoas que mais fazem para que o clube se mantenha no topo, e para isso não contam comigo. Como já comentámos entre nós, escribas, preferimos defender quem defende o clube de forma cega do que defender quem ataca o clube de forma cega. Mesmo que nenhuma das posições seja a perfeita é preferível a defesa do clube à critica cega e demagógica.

Isso não significa que não tenha opinião critica. Estou na linha da frente dos que criticam as opções do Bruno Lage em relação à campanha europeia do Benfica, seja na época passada, seja nesta. Não faço é juízos de valor. Não venho para as redes sociais afirmar que o Bruno Lage é um pau mandado ou que de repente deixou de ter a competência que tinha quando o ano passado fez um milagre no campeonato. Assim como também nunca me irão ver, ouvir ou ler pôr em causa a dedicação e empenho destes jogadores, principalmente o núcleo duro que está há mais tempo no clube, que muitas alegrias já me deram.

Posto isto, sabem também que sou alguém muito analítico e lógico nas publicações. Gosto de apresentar factos e deixar aos outros as conclusões. Vamos a factos então. O Benfica entrou na época de 2019-2020 em CINCO competições diferentes em futebol sénior. Qual o seu desempenho até agora?


  • Supertaça Cândido de Oliveira

Benfica 5 - 0 Sporting

A época começou com uma goleada ao rival eterno. O Benfica conquistou o único troféu até agora finalizado. A competição não teve grande história, com o Benfica a superiorizar-se de forma natural. Melhor começo de época seria impossível de pedir.


  • Taça de Portugal Placard

CD Cova da Piedade 0 - 4 Benfica

FC Vizela - Benfica (23 de Novembro às 20h45)

O Benfica só disputou ainda uma eliminatória fugindo a uma possível eliminação contra uma equipa de um escalão inferior com uma vitória tranquila e sem grande história. Com o sorteio já realizado, a equipa tem todas as condições para chegar aos oitavos de final da competição tendo em conta que o adversário da 4ª eliminatória (desasseis-avos de final) é uma equipa de escalão inferior. Com competência e sem arrogâncias certamente será uma eliminatória ultrapassada com sucesso. Destaque para o facto do Benfica ser dos poucos clubes da 1ª Liga a ir jogar fora (tirando obviamente os jogos entre equipas da 1ª Liga, nesse particular tanto Porto como Braga tiveram "sorte" e irão jogar em casa).

Estamos na competição e cumprimos de forma natural aquilo que é pedido a uma equipa como o Benfica. Também nesta competição melhor seria difícil de pedir.


  • Allianz Cup (Taça da Liga)
Benfica 0 - 0 V. Guimarães
S. Covilhã - Benfica (3 de Dezembro às 20h15)
V. Setúbal - Benfica (21 de Dezembro, por confirmar)

Só houve uma jornada nesta competição com um empate caseiro contra provavelmente a equipa que irá competir pela passagem às meias finais da competição. Não é de todo um resultado satisfatório, contudo não hipotecou em nada as possibilidades da equipa. Temos dois jogos fora para vencer e esperar que os golos que marquemos sejam suficientes para ficar em primeiro lugar. Dependendo apenas de nós, acredito numa passagem às meias finais.

Ressalvar que o empate com o V. Guimarães foi feito no modo "Taça da Liga", ou seja, com o uso de muitos jogadores pouco utilizados. De facto, só Rúben Dias e Seferovic foram titulares daqueles que naquela altura eram titulares. O V. Guimarães também apresentou muitas alterações, daí o nulo no marcador espelhe bem o pouco futebol praticado com duas equipas sem grandes rotinas e apenas a "cumprir" calendário. Esperemos que com o apertar da competição, a competitividade mude e mesmo com alterações possa haver golos e mais qualidade.


  • Liga NOS (Campeonato Nacional) 

11ª Jornada : 1º Lugar - 30 pontos (+2 pontos)
10 vitórias
0 empates
1 derrota
25 golos marcados
4 golos sofridos

De um ponto de vista estritamente numérico o Benfica é o clube com:

 - Mais vitórias;
 - Menos empates;
 - Menos derrotas;
 - Mais goleadas;
 - Mais golos marcados;
 - Menos golos sofridos;
 - Melhor diferença entre golos marcados e golos sofridos;

No que a jogadores diz respeito destaque para Pizzi que é o melhor marcador do campeonato (8 golos) e o segundo jogador com mais assistências (4 assistências). Caso Pizzi mantenha o nível certamente irá ser considerado pela imprensa portuguesa como o melhor médio da Europa e terá propostas a rondar os 50M€ (mesmo que a cláusula de rescisão seja menor). Mas adiante.

Objectivamente o Benfica não fez até ao momento um percurso perfeito. Perdeu um jogo, justamente com um adversário directo e em casa. Provavelmente significa que teremos de pelo menos empatar no Dragão se queremos ser campeões. O ano passado precisávamos vencer e todos nós sabemos como terminou, portanto acho que não há necessidade de dramas excessivos.

Não sendo o primeiro terço perfeito, ou seja, 11 vitórias, está muito perto de o ser e um dos melhores arranques de sempre de uma equipa em Portugal e do Benfica em particular.


  • Liga dos Campeões

Benfica 1 - 2 RB Leipzig
Zenit 3 - 1 Benfica
Benfica 2 - 1 Lyon
Lyon 3 - 1 Benfica
RB Leipzig - Benfica (27 de Novembro às 20h00)
Benfica - Zenit (10 de Dezembro, às 20h00)

1º Lugar - RB Leipzig - 9 pontos
2º Lugar - Lyon - 7 pontos
3º Lugar - Zenit - 4 pontos
4º Lugar - Benfica - 3 pontos

De um ponto de vista objectivo, e face ao grupo que nos calhou em sorteio, os resultados estão longe do esperado. Sou daqueles que acha que o treinador tem diminuído a competição e poupado os melhores jogadores para o campeonato. Objectivamente o Benfica tem tudo em aberto para saltar para a Liga Europa vencendo o encontro final com o Zenit em casa. Para continuar na Liga dos Campeões teria de acontecer um pequeno "milagre" com a vitória nos dois jogos (um deles em plena Alemanha) e a conjugação de outros resultados (como por exemplo o Lyon não vencer ao Zenit na próxima jornada). Certo é que dia 27 de Novembro saberemos o que esperar do dia 10 de Dezembro.

Factualmente sou dos que acredita que o Benfica poderia e deveria ter feito mais, até porque considero o Benfica como a segunda melhor equipa do grupo, um pouco abaixo do Leipzig. Contudo não entro em histerias demagógicas. O Benfica não é actualmente uma potência europeia nem é uma equipa habituada a passar aos oitavos de final da Liga dos Campeões, a queda na Liga dos Campeões não será um descalabro ou o fim do Mundo. Será decepcionante, mas pôr em causa uma época ou passar dias a falar desse facto em nada contribui para a melhoria do clube e revela apenas má fé nas análises.


Notas Finais

- No panorama nacional em 14 jogos já disputados temos 12 vitórias, 1 empate e 1 derrota. Temos 34 golos marcados e 4 golos sofridos. Tendo marcado em 12 desses 14 jogos e sofrido apenas em 3 desses 14 jogos. Acho que não sendo um percurso perfeito a nível nacional podemos falar de domínio avassalador da equipa nas competições domésticas.

- Os únicos pontos positivos que se podem retirar da campanha europeia até agora é que marcámos em todos os jogos disputados e o facto de ainda estarmos na corrida por um lugar na Europa, seja na Europa dos Grandes, seja na Europa dos Pequenos.

- Há que realçar dois pormenores que acabam por ser dois "pormaiores" de toda esta campanha, nacional e internacional. Todos estes resultados foram obtidos lutando contra um conjunto de azares / lesões que assolaram os jogadores do Benfica neste início de temporada. Não há qualquer hipótese de eu achar que é má preparação ou problemas na estrutura médica. Este ano por exemplo, o Real Madrid ainda está pior que o Benfica na contabilização de lesões e ninguém pode dizer que o Real esteja cheio de amadores na preparação física ou departamento médico. Às lesões do André Almeida ou Gabriel no inicio de época, seguiram-se as de Florentino e Vinicius e culminaram agora com a lesão de Rafa ou até mesmo do Ferro. São muitas lesões e em jogadores importantes. Felizmente o Benfica tem um plantel vasto e tem conseguido ir vencendo a nível nacional mesmo tendo em conta essas contrariedades, talvez as limitações físicas de alguns jogadores possam ajudar a explicar alguma falta de qualidade na Liga dos Campeões. O segundo pormenor é o relvado da Luz. Condicionou e muito o jogo da equipa neste primeiro terço do campeonato. Será trocado nesta paragem do campeonato, esperemos que fique o assunto resolvido.

- A campanha de Bruno Lage no campeonato nacional é fenomenal. São 27 vitórias em 29 jogos, batendo o recorde de qualquer treinador no Benfica e igualando o feito a nível nacional. Pôr em causa a competência do treinador do Benfica ou as suas escolhas é no mínimo absurdo e roça a comédia. E todos nós sabemos que para comédia está cá o nosso vizinho.


No início da época referi que uma época desastrosa era: ficarmos abaixo do 2º Lugar, não chegar a nenhumas meias finais de taças nacionais e não conseguir 6 pontos na Liga dos Campeões Até ao momento não podemos tirar conclusões nenhumas sobre essas competições e todos esses objectivos estão ao nosso pleno alcance.  Muito menos antevejo que isso se verifique tudo.

Para mim, o percurso até agora tem sido muito positivo e só não é fenomenal por causa das duas saídas na Liga dos Campeões, caso tivessem sido empates e não derrotas e estaríamos perante uma época de sonho até ao momento. No meu entender, claro está.

E para vocês, como estão a ver a época futebolística do Benfica até ao momento?